Categorias
Sem categoria

Dicas para emagrecer e perder barriga mais rápido

Para emagrecer e perder a barriga, a mudança de hábitos e estilo de vida podem ser bastante eficazes, podendo ajudar na perda de até 2 kg por semana dependendo do peso incoativo. No entanto, para que isso aconteça é importante que as estratégias adotadas sejam seguidas diariamente. Além disso, caso a pessoa esteja num processo de adelgaçamento, é aconselhado não estacionar subindo na balança todos os dias para constatar se engordou ou emagreceu, pois isso gera agonia e pode interferir no curso.

O ideal é se pesar apenas 1 vez por semana, sempre no mesmo hora e levar em consideração se está na época menstrual, no caso das amigas, porque nessa semana é normal estar um pouco mais inchada, o que reflete na balança. Antes de seguir uma dieta e importante procurar um nutricionista bh.

Comer devagar e respeitar a saciedade do corpo

Comer devagar permite que o estômago saciado avise ao cérebro que já recebeu comida suficiente. Esse sinal ocorre antes de o estômago estar completamente cheio, e deve ser interpretado como o corpo avisando que já não precisa de mais comida na dia. No entanto, quem tem o hábito de comer rápido não percebe esse sinal de fartura, além de reduzir a hora de contato com a comida e o prazer de aproveitar melhor a refeição.

Respeitar a fartura é um das paradas principais para emagrecer e evitar o ganho de caiporice. Saciar o estômago com alimentação ricos em nutrientes e fibras, como verduras, frutas, carnes em geral e gorduras boas, faz com que o metabolismo funcione melhor e mantem a fome longe por mais oportunidade.

Beber mais água durante o dia

Deve-se beber muitos líquidos entre as refeições, pois isso irá ajudar diminuir a fome e a dilação de líquidos porque quanto mais água você bebe, mais urina seu carne produz, e com a seu aniquilamento também saem as toxinas que prejudicam o definhamento.

  1. O que você pode beber: água, água de coco, sucos naturais sem açúcar adicionado (não servem os sucos de pacote), chás sem açúcar;
  2. O que você não pode beber: refrigerantes, sucos de caixinha ou em pó, achocolatados e bebidas alcoólicas.

Fazer algum exercício físico

O tipo do exercício não é o mais essencial, mas sim a legalidade da prática, que deve ser feita pelo menos 3 vezes por semana. Além disso, algumas atividades e escolhas diárias podem fazer toda a diferença, por isso experimente:

  1. Subir escadas ao invés de usar o elevador;
  2. Descer uma ponto antes do trabalho ou da escola e caminhar o restante do percurso;
  3. Sair para um passeio de 10 min depois do almoço;
  4. Levar o cachorro para passear à noite.

Ao contrário do que o maior parte das pessoas acredita, todo tipo de exercício físico ajuda a extravaganciar peso, não apenas os aeróbicos como caminhada, bicicleta e abalada. A musculação também ajuda a emagrecer e ainda traz a vantagem da acrescência da massa muscular, o que melhora o metabolismo.

Comer de tudo, mas pouca quantidade

O corpo precisa de conjuntos os nutrientes e dietas que proíbem completamente os carboidratos fazem com que o peso aumente novamente pouco tempo após. Assim, as melhores dicas são:

  1. Evitar o consumo de açúcar simples na rotina diária, tomando café, leite, iogurtes, chás e sucos sem açúcar;
  2. Adicionar 1 colher de sobremesa de sementes no sucos e iogurtes, como linhaça, gergelim e chia;
  3. Comer 5 castanhas ou 10 amendoins por dia;
  4. Escolher apenas uma fonte de carboidrato por refeição, de preferência vindos de alimentos naturais: frutas, batatas, arroz integral, feijão, lentilha, milho e ervilha;
  5. Comer salada crua antes do almoço e do jantar;
  6. Adicionar 1 colher de sopa de azeite extra virgem no almoço e no jantar;
  7. Evitar comer após estar saciado;
  8. Evitar comer por desejo ou por emoções como ansiedade e tristeza.

Mesmo em pequenas quantidades durante o dia, as frutas e legumes fornecem muitas fibras e vitaminas e, por isso, é fonte de fortaleza e ajuda a delgaçar e perder barriga.

FONTE: https://g1.globo.com/

FONTE: https://www.r7.com/

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/

FONTE: https://www.estadao.com.br/mais-lidas

Categorias
Sem categoria

NUTRIÇÃO ESPORTIVA: TUDO O QUE VOCE PRECISA SABER

De maneira simples, podemos dizer que nutrição esportiva é a área que estuda a relação entre alimentação e prática de desporte. Seja por atletas profissionais e amadores ou praticantes de atividades físicas. Trata-se da aplicação dos conhecimentos de alimentação, fisiologia e bioquímica na pratica de exercícios. Isso é completo com o objetivo de desbastecer o desempenho, otimizar a recuperação pós-exercício e promover saúde. Em função da influência dos nutrientes no desempenho da composição, é possível buscar melhores resultados mudando a alimentação. As principais metas costumam ser a perda de chorume e o ganho de massa magra, ambos diretamente relacionados à nutrição.

Além disso, o esforço físico excessivo pode açodar alterações fisiológicas e desgaste nutricional no atleta. Por isso, é preciso fazer a correta compensação por meio da alimentação. Na prática, é tida como uma especialidade da nutrição voltada ao acatamento de atletas e personagens que praticam atividade física regular. Individuados que buscam melhorar o seu rendimento e modificar a composição corporal. Por isso, vem ganhando mercado também na academias. Além de objetivar indivíduos mais saudáveis, o nutricionista esportivo atua no rumo de melhorar o desempenho de seus pacientes de esporte. Assim, a base dessa ciência é a conjugação dos benefícios desses dois colunas da boa saúde: exercício e alimentação.

O que faz o nutricionista esportivo?

O especialista em nutrição esportiva deve avaliar, além do estilo de vida e hábitos alimentares do paciente, a elaboração física e psicológica. A sua atuação, antes mais restrita ao meio do desporte de alto rendimento, hoje se espicha ao universo das academias, expandindo seu campo de atuaçãoO. nutricionista pode trabalhar em clubes, academias, consultório e personal diet, fazendo atendimento personalizado e domiciliar. Quando se tratam de atletas profissionais, como jogadores e competidores, é presumível que ele faça desaporta de uma equipe multidisciplinarAs. consultas devem avaliar a cronologia do paciente. Assim como seus hábitos, a fim de alimentar um plano alimentar caraterístico para a busca do domínio do organismo e aumenta da performance.

Ao prescrever um desempenado alimentar o profissional deve obedecer os micro e micronutrientes necessários ao bom andamento de determinada atividade. Deve levar em consideração também as níveis de hidratação. Para isso, é preciso conhecer o cavado a rotina de aviamento física, pois a dieta deve considerar os horários e durações dos ensaios, garantindo o aporte de energia e de proteínas para a recuperação muscular. O prescrever um plano alimentar o profissional deve observar os micro e micronutrientes necessários ao bom atuação de determinada atividade. Deve abichar em consideração também os coeficientes de hidratação. Para isso, é preciso conhecer o fundo a rotina de aprontamento física, pois a dieta deve considerar os horários e durações dos exercícios, garantindo o aporte de energia e de proteínas para a cura muscular.

Qual o papel da suplementação?

Outra questão extremamente relevante é a acumulação da oferta e a agilidade de acesso aos acrescimentos nutricionais. É cada vez maior o número de consumidores de aminoácido arginina e creatinina carboidrato em pó e proteínas, sem qualquer acompanhamento profissional. É o nutricionista esportivo quem está apto a encarregar o uso desses produtos, elaborando uma recomendação personalizada para cada paciente, de acordo com a necessidade, objetivo, composição corporal, tipo, frequência e intensidade da atividade praticada.

Além disso, a suplementação de ômega 3, vitaminas e minerais também devem ser indicadas por esse profissional, com o objetivo de pressionar a fadiga muscular e contribuir para a recuperação pós-treino.

Para mais informações acesse: Nutricionista bh

FONTE: https://g1.globo.com/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/

FONTE: https://www.estadao.com.br/mais-lidas