Categorias
Sem categoria

Clareamento dental a laser

Atire a primeira pedra quem de modo algum pensou, nem sequer que por um segundinho apenas, em como os dentes ficariam se assumissem uma tinta mais clara? Na procura por um satisfação de Hollywood, muita gente já cogitou em corporificar um tipo de clareamento dental. Seja com ingredientes caseiros, moldeiras, ou até os kits comprados em farmácia, a verdade é que a vontade por dentes branquinhos é unanimidade.

Acesse Aqui: Dentistas em BH

Não obstante, com o aumento da tecnologia, foi possível reproduzir técnicas melhores para que o técnica se torne mais sem riscos e efetivo, como o clareamento a laser. Ainda que ele apenas seja executado em consultórios de profissionais capacitados, o clareamento dental a laser se tornou um dos mais buscados. Quem explica melhor sobre esse técnica é a odontologista , profissional em dentística.


O QUE É O CLAREAMENTO DENTAL A LASER?


Este clareamento dental a laser é executado somente em consultório e ocorre por meio da aplicação de um ácido na superfície do dente, no qual acontece uma reação de enferrujamento e dessa maneira os corantes são liberados. De acordo com Heloísa, o laser é um coeficiente que vários julgam estimular o quantidade desses ácidos. Não obstante, estes produtos contem uma concentração maior que os usados no clareamento caseiro, logo apenas são capazes de ser manuseados pelo dentista.


QUANTAS SESSÕES DE CLAREAMENTO SÃO NECESSÁRIAS?


Heloísa explica que a porção de sessões varia de paciente para paciente. “ Quanto mais pigmentado estiver o dente, podemos dedicar para até 4 sessões de 40 minutos. O que precisa ser praticado é se está acontecendo a liberação dos corantes. Uma vez que se o dente também se preserva escuro, robusto ao clareamento, essa pode ser a coloração natural dele e não comportar-se mais aos ácidos”, orienta. Neste caso, a odontologista recomenda ao paciente a buscar outras opção caso queira o seu dente com tonalidades também mais claras, podendo ser a partir de o utilização de facetas à docente de contato dental.

Rede Sociais: https://www.facebook.com/G2-Portal-de-Noticias-103955877864969/ https://twitter.com/g2portaldenoti1


AFAZERES QUE O PACIENTE PRECISA TER EM SEGUIDA DAS SESSÕES


Depois de o clareamento dental a laser, alguns pacientes são capazes de entregar receptividade dentária ao gel clareador. Dessa forma, a fim de coarctar a receptividade, é fundamental evitar ingerir produtos bastante gelados e ácidos, como suco de limão e refrigerantes, por exemplo. Além disso, Heloísa explica: “ Alimentos com exagero de pigmentos, tanto naturais como artificiais, precisam ser evitados até uma semana depois de o último dia de clareamento.


HÁ UM ALGARISMO DIVISA DE SESSÕES QUE O PACIENTE POSSA REALIZAR?


Para a odontologista, o divisa de sessões é exclusivo e varia similarmente com o produto que o profissional está usando. “O que possuimos que moderar é o resultado clareador. No momento em que ele não está ficando mais branco, deve-se suspender o processamento. Não se pode provocar essa reação de enferrujamento sem que haja corantes para serem liberados”, explica. Por essa motivo, este orientação precisa ser executado por um profissional qualificado, caso contrário o clareamento pode resultar danos irreversíveis à estrutura dental.


JÁ FIZ O CLAREAMENTO E MEUS DENTES NÃO ESTÃO COMO EU QUERIA, O QUE EU FAÇO?


É fundamental supervisionar que cada paciente atingirá um nível de clareamento. Ou seja, de fato não é possível antecipar se o tensão do clareamento atingirá a probabilidade do tratamento, especialmente em pacientes da terceira idade. Dessa forma, Heloísa indica: “ Para estes casos podemos corporificar o tratamento com facetas. As facetas são finas capas de porcelana ou de resina que “colamos” na frente do dente na coloração que o paciente querer. Dessa maneira podemos atingir tons bastante brancos, como os dentes dos artistas”.

FONTE: https://www.r7.com