Categorias
Sem categoria

Quem precisa fazer hemodiálise

Na refeição para hemodiálise é necessário moderar a consumo de líquidos e proteínas e evitar alimentos ricos potássio e sal, como leite, chocolate e salgadinhos por exemplo, para não se associar no corpo toxinas, que agravam o desempenho dos rins. Dessa forma, a regime ser orientada por um dietista para que o paciente possa consumir as quantidades corretas de nutrientes e se mantenha sadio.


Em alguns casos, após a convenção de hemodiálise, que é um tratamento para escoar do sangue e dispensar as substâncias tóxicas do corpo, o paciente possui náuseas e falta de fome, devendo alimentar-se pequenas quantidades de alimentos e realizar refeições leves para recolher a força meretriz.


Regime para que pessoas faz hemodialise


Os pacientes que fazem hemodiálise são capazes de consumir carboidratos, como arroz, macarrão, farinhas, bolachas sem sal ou pão, sem limitações caso não esteja a realizar regime para perder peso. Esses alimentos além de fornecerem força, contem pouca ou nenhuma proteína, sódio, potássio e fósforo que apenas são capazes de ser ingeridos em pequenas quantidades.


Moderar a porção de proteínas


O uso de proteínas pode ser realizado porém a porção que pode ser ingerida em cada alimentação dependem do peso e do desempenho do rim do paciente e, dessa forma, os princípios são recomendados pelo dietista, devendo ser constantemente respeitados. Dessa forma, na maior parte dos casos é preciso utilizar uma cotejo para pesar a porção permitida, sendo geralmente recomenda 0,8 a 1g/kg/ dia.


A essencial fonte de proteínas precisa ser de origem assombroso como carne de frango, peru e clara de ovo visto que é melhor tolerada pelo corpo e, em alguns casos, pode ser preciso ingerir suplementos nutricionais como Ensure Plus, Nepro, Promod Protein Powder, por exemplo, de acordo com recomendação do dietista. Conheça mais Alimentos ricos em proteína.


Demarcar o uso de potássio


É preciso moderar a consumo de potássio, que pode ser achado na maior parte dos legumes, frutas, leite e chocolate, uma vez que o exagero de potássio no sangue leva a complicações do coração e a indefensabilidade dos músculos.
Segue-se uma relação com os alimentos que precisam ser evitados e aqueles que são capazes de ser consumidos.

Os frutos secas como nozes, os sucos de fruto concentrados, os caldos para elaborar e os substitutos do sal ou sal light similarmente são abundantes em potássio e, dessa forma, precisam ser eliminados da regime. Veja aquelas alimentos que precisa evitar visto que são Alimentos ricos em potássio.


Como moderar a porção de potássio: Uma parte parte do potássio sai dos alimentos, dessa forma, pode-se por de molho em água os alimentos 2 horas antes de elaborar ou alimentar-se, ou cozê-los em água fervente.


Coarctar a porção de sal


O sódio é ingerido geralmente por meio de dos alimentos ricos em sal e em quantidades excessivas pode ficar aglomerado no corpo, levando à percepção de matriz, corpo inchado e hipertensão, o que é bastante danoso à saúde do paciente que faz diálise.

Saiba Mais: Como reduzir os problemas de quem precisa de hemodiálise


Um paciente a realizar hemodiálise, geralmente apenas pode utilizar até 1000 mg de sódio todos os dias, no entanto as quantidades exatas precisam ser indicadas pelo dietista. Dessa maneira, o paciente não precisa adicionar sal à alimento, uma vez que a maior parte dos alimentos já contêm sódio.


Como moderar a porção de sal: Ler os rótulos dos alimentos, evitando adquirir alimentos ricos em sal, como enlatados, congelados fast-food e embutidos, optando por alimentos frescos. Outra estratégia é usar ervas, sementes, óleo e vinagre para refundir. Conheça dicas para saber Como coarctar o uso de sal.


Ingerir poucos líquidos


A porção de líquidos que se ingere todos os dias varia com a porção de urina que o paciente faz. Não obstante, a porção de líquido a ingerir por dia não precisa ser superior a 800 ml, inclusive água, gelo, suco, gelatina, leite, chá, chimarrão, neve, café ou sopa, sendo fundamental gravar todos os dias os líquidos ingeridos.


Os líquidos se acumulam fácil no corpo, provocando inchaço visto que os rins estão funcionando mal, levando a hipertensão e a complicações de coração e o exagero de líquidos no corpo leva a recebido de peso, que não precisa ser superior a 2,5 Kg entre cada convenção.


Como moderar a porção de líquidos: utilizar uma casco providência e ingerir aquela porção ao longo o dia ; se tiver matriz colocar um migalha de limão na boca e realizar bochechos com água porém não devorar. Além disso, precisa respirar mais pelo nariz que pela boca auxilia a não secar tanto a mucosa. Conheça dicas para saber Como ingerir água na carência renal crônica.


Preservar estável os minerais do corpo


O paciente a realizar diálise precisa preservar os princípios de fósforo, cálcio, ferro e vitamina D, equilibrados para o corpo ter êxito de modo correto, sendo fundamental:


Fósforo: O exagero de fósforo no sangue pode provocar fraqueza nos ossos, podendo provocar fraturas, muita dor nas juntas e já-começa no corpo. Dessa forma, é preciso moderar a porção de alimentos ricos em fósforo, como leite, queijo, feijão, castanhas, e refrigerantes, já que esse mineral é pouco retirado do corpo ao longo a diálise.


Cálcio: Frequentemente, no momento em que se limita o fósforo similarmente se limita o cálcio, uma vez que estes nutrientes são localizados nos mesmos alimentos. Uma vez que, não é preciso diminuir a porção de cálcio, pode ser preciso ingerir um suplemento de cálcio para preservar os ossos saudáveis.

Rede Sociais: https://www.facebook.com/G2-Portal-de-Noticias-103955877864969/


Vitamina D: No caso do paciente realizar hemodiálise pode ser preciso ingerir suplementação de Vitamina D, como Rocaltrol ou Calcijex sob a maneira de comprimidos ou injeção para auxiliar a esgotar o cálcio e o fósforo.


Ferro: Ao longo a convenção de hemodiálise há redução de qualquer porção de sangue e de ferro ou mesmo a refeição errada, podendo provocar a fraqueza, sendo preciso ingerir um suplemento de ferro, recomendado pelo médico.

O dietista deverá corporificar um menu apropriado às necessidades do paciente com complicações nos rins e que está fazendo hemodiálise indicando os alimentos mais adequados e as quantidades corretas para cada caso.

FONTE: https://www.r7.com