Categorias
Sem categoria

Aparelho Autoligável

Exibir um sorriso bonito e alinhado é o sonho de grande parte das individuos mas nem ter que todo mundo tem a sorte de ter dentes certinhos, sendo preciso recorrer ao utilização ortodôntico. Nesse sentido,  muitos adultos isso é um problema, pois usar sistema acarreata ter que usar as borrachinhas coloridas e exibir uma “sorriso metálico” por um bom idéias Felizmente a ortodontia evoluiu bastante nas últimas anos  e o aparelho autoligável é uma dessas  avanços tecnológicos.

Ele pode ser usado tanto por adultos quanto por crianças e adolescentes que buscam os mesmos resultados, mas em define uma proposta de valor de “tempo de administração ideal”. Continue a leitura deste post e saiba mais sobre o assunto!


O que é o aparelho autoligável?


O aparelho autoligado ou autoligável é um sistema fixo, mas que ao contrário dos modelos convencionais, não precisa das borrachinhas coloridas, que costumam em algum desses ser usadas para prender o fio ortodôntico aos bráquetes.

Nesse modelo de sistema o fio ortodôntico é passado por canaletas em cada bráquete e preso por pequenas tampinhas, já existentes em cada peça. O sistema autoligado pode ser metálico, de porcelana ou de plástico, de acordo com o gosto e o bolso do paciente.


Como ele funciona?



O aparelho autoligável tem o funcionamento bem parecido com o modelo tradicional, mas como não tem as ligas elásticas (borrachinhas), são os próprios bráquetes para que  exercem a energia de sustentação entre eles e o fio ortodôntico. Logo isso acontece devido a um mecanismo de fixação próprio, localizado na parte interna de cada peça.

A ausência das borrachinhas no sistema diminui o atrito entre o bráquete e o fio, permitindo que o dentista aplique menos força Nesse sentido,  a movimentação dos dentes, diminuindo o desconforto do paciente e organização números mais rápidos e eficazes.



No entanto, é de extrema importânica que você entenda que o sistema sozinho é incapaz de promover qualquer diferença entre as técnicas, mas o conhecimento do cirurgião-dentista em fazer o planejamento e o atendimento do paciente focado nas ações que vão dar o melhor resultado no melhorar idéias de administração possível.

Além disso, quando o profissional entende como utilizar a técnica, o sistema autoligável pode dispensar o uso daqueles expansores colocados no céu da boca. neste modelo, quando é da desejo do dentista e do paciente, alternativas às extrações dentárias também são no mínimo frequentes, visto que o sistema possibilita maior expansão da arcada dentária.



Quais são os tipos de aparelho autoligável existentes atualmente?

Saiba Mais: O aparelho ortodôntico fixo é utilizado para o alinhamento dos dentes



Os aparelhos autoligáveis devem ser classificados em ativos e passivos. A diferença entre os modelos é a forma Junto a a qual o bráquete é preso ao fio ortodôntico. No modelo passivo, há uma abertura — parecida com uma porta — no bráquete, que fecha o fio presente nnos peça, mas sem exercer energia sobre ele.

Já no modelo ativo, conhecido como portinhola ou clip, é caracterizado pelo fato de o fio ortodôntico tocar no bráquete. O sistema de fechamento Junto a clip funciona como um mola, de forma a pressionar o arco ortodôntico no fundo da canaleta.



Qual é o processo de tratamento do paciente?



O desenvolvimento de administração com o aparelho autoligável é igual ao do modelo tradicional. Primeiramente é pensado uma avaliação pelo dentista, para verificar a imprescindibilidade do uso de sistema Depois disso é feita a documentação ortodôntica, e por meio dela o dentista faz o planejamento do tratamento.

Ao contrário dos modelos convencionais, os aparelhos autoligáveis não exigem visitas mensais ao dentista, e com certos casos a manutenção pode ser feita entre quinze a 90 dias. É exatamente por isso que o administração dá mais flexibilidade ao paciente, pois não onde requer dele o comparecimento mensal ao consultório.



Quais são os benefícios do aparelho autoligável?



Apesar de o aparelho autoligável já também usado há uma bom tempo na ortodontia, ele é uma opção bem mais moderna do que o sistema convencional. O fato de ele não precisar das ligaduras já é um grande avanço, pois define uma das principais reclamações dos pacientes em relação ao tratamento ortodôntico é o uso das borrachinhas.

A ausência das borrachinhas coloridas não torna o sistema autoligável apenas mais confortável, Entretanto esteticamente mais agradável. Embora esse modelo consequentemente seja confeccionado em metal, ele ainda é bem mais compacto do que o sistema convencional.



A ausência das ligaduras e o fato de os bráquetes serem menores do que as peças do modelo convencional fazem com que esse essa modelos de sistema seja no mínimo notado na boca do paciente. Por isso, ele é uma excelente opção para adultos, que desejam fazer um administração ortodôntico sem parecer adolescentes.



Oferece melhores resultados em menos tempo de tratamento



O aparelho autoligável não gera tanto atrito nos dentes como o modelo convencional. Esse fator melhora as condições de movimentação dos dentes, fazendo com para que  os números do administração sejam mais rápidos e mais eficazes.

O tempo de administração depende muito do nível de oclusão do paciente. Para saber exatamente quanto idéias será suma impotância para corrigir o seu sorriso, você deve conversar desta, com o seu dentista para que ele passe as devidas informações.

FONTE: https://www.r7.com

Categorias
Sem categoria

Como as varizes são formadas

Todo mundo já ouviu falar das varizes ou, pior, sofre com dessas veias dilatadas nas pernas. contudo seja um solucionar comum, poucos entendem bem o que são as varizes, como elas devem ser formadas e quais as causas dessa alterações Quer aprender tudo isso? É só conferir o nosso post!


O que são varizes?



O termo varizes é usado para relatar veias dilatadas e irregular presentes no sistema venoso superficial. para longe as varizes possam ocorrer em qualquer parte do corpo, elas são bem mais comuns presente nnos perna devido aos efeitos da gravidade, como veremos a seguir.

Saiba Mais: Você sabia que podem existir varizes na pelve


Como as varizes são formadas?



Para entender de onde vêm as varizes é preciso entender antes como as veias da perna funcionam. As veias dos membros inferiores têm que lutar contra a gravidade e, por esse motivo, elas apresentam válvulas que impedem que o sangue volte em vez de seguir com direção ao coração. Nesse sentido,  ajudar nesse desenvolvimento as contrações dos músculos da perna ajudam a movimentar o sangue e mantê-lo no caminho certo. Desse modo se os válvulas e a bomba muscular estão funcionando bem o sangue consegue subir para o coração e não fica parado nas pernas.



Mas se por algum motivo as válvulas se enfraquecem ou as veias se dilatam, afastando suas paredes e dessa forma impedindo-as de funcionar adequadamente, o sangue começa a se acumular. A coerção do sangue acumulado irrita as paredes do vaso, gerando um desenvolvimento inflamatória com sentir dor e queimação, e acaba provocando um inchaço dos tecidos ao redor.

Tudo isso dilata Embora mais o vaso e enfraquece as válvulas, piorando as varizes desta, com o tempo.



Qual a diferença das varizes para os famosos vasinhos?


Os vasinhos ou telangectasias estão lesões menores, com cerca de 1mm e mais superficiais, trazendo consequências rapidamente estéticas.

Já as varizes são tortuosidades azuladas sobre o produto vendido se elevam da pele, sempre mais calibrosas, tendo pelo no mínimo 3mm de largura, e mais visíveis.


O que causa varizes?



As principais motivos e fatores de risco são: genética, idade, hormônios femininos, calor, sobrepeso, gravideze sedentarismo.

A maior causa das varizes é a genética. Se há muitos casos de varizes na família isso indica sobre o produto vendido Ha Foram criadas alguns fatores genéticos e hereditários, que estão passando dos responsáveis Nesse sentido,  os filhos, sobre o produto vendido tornam as veias naturalmente mais fracas, predispondo-as a formar varizes.

A idade consequentemente contribui para o enfraquecimento das veias, o que faz desta, com que as varizes sejam mais comuns em idosos o que em crianças.

Outro fator são os hormônios femininos, que provocam uma vasodilatação natural que facilita o acúmulo de sangue nas pernas. Então mulheres que utilizam anticoncepcionais orais ou realizam terapia de reposição hormonal durante a menopausa, aumentam o risco de desenvolver varizes. O mesmo desenvolvimento de vasodilatação ressalta que  como o calor, tanto pelo sol durante o verão quanto em saunas e banhos quentes, O aluno também pode provocar as varizes.



Já o sobrepeso e a gravidez aumentam o peso sustentado pelas pernas e a pressão abdominal, dificultando o retorno do sangue. Por fim, o passivos e sedentários e a manutenção de define uma mesma posição por horas, típicas dos trabalhos de escritório, prejudicam o funcionamento da bomba muscular que é primordial Nesse sentido,  que o sangue consiga subir pelas veias da perna.

FONTE: https://www.r7.com

Categorias
Sem categoria

Aparelho autoligado com borrachinha

Para quem não gostava muito da ideia das borrachinhas (coloridas ou não), nem tampouco da algum mal causada pelos ajustes do aparelho ortodôntico fixo tradicional, a ortodontia tem uma boa notícia! Com o avanço das técnicas, o sistema fixo também se aprimorou e agora o paciente já tem como optar por um administração bem mais ágil e menos dolorido. Trata-se do aparelho autoligado, que facilita a movimentação dos dentes, a higienização e até a estética do paciente. Para quem não conhece esse essa modelos de sistema separamos esse post para explicar como funciona o administração Descubra quais seus fundamentais benefícios, permitindo que você tenha mais elementos na hora de escolher.



Aparelho autoligado sem borrachinhas



O aparelho fixo convencional conta Junto a as ligaduras ou as famosas borrachinhas, que prendem o arco aos bráquetes. Com tudo de facilitarem o acumulo de bactérias, dessas borrachinhas não impedem movimentos do arco, que acabam tornando o administração menos eficaz. Quando a higienização não é realizada corretamente, o paciente pode ter alguns problemas, como é o caso de cáries ou gengivite, por exemplo.

No aparelho mais tradicional, os bráquetes funcionam praticamente como uma presilha, que fixa os arcos, impossibilitando que eles se movam. A ausência que ganhou das borrachinhas facilita, Embora a higienização e contribui até para evitar males como o mau hálito.

Um aspecto do sistema autoligado que agrada muitos pacientes diz respeito à estética. Como os bráquetes costumam em algum desses ser menores do que os dos aparelhos fixos convencionais, ele têm um aspecto mais bonito e mais discreto. Isso agrada muitos pacientes, em especial aqueles cuja a estética interfere Sobre aspectos profissionais, como atrizes e modelos, entre outros.

Saiba Mais: Para quem não gostava muito da ideia das borrachinhas 



Tratamento otimizado



Como no caso do aparelho autoligado não existem as ligaduras, não são necessárias tantas consultas. Além disso, como o arco fica preso aos bráquetes a movimentação é mais precisa. Assim, o que permite que o tempo de tratado seja reduzido quando comparado ao utilização com um sistema fixo tradicional.  Segundo especialistas, o tratamento com o aparelho autoligado chega a ser sete vezes mais eficiente do que o administração feito com o aparelho fixo tradicional.



Menos machucados e mais conforto



Uma das grandes reclamações de pacientes com relação ao aparelho fixo tradicional diz respeito aos machucados causados nas bochechas pelo atrito com os bráquetes. Muitos chegam até a usar uma cera para proteger, até se habituar com o sistema No caso do sistema autoligado, pelos bráquetes serem menores e anatomicamente mais curvos, eles não atritam. Isso traz mais um benefício, pois não causam aqueles pequenos machucados tão chatos e doloridos.


Problemas de expansão da arcada



Além dos benefícios citados, Nesse sentido,  alguns ocorrencias o aparelho autoligado é mais indicado, como é o caso de pacientes que têm problemas que necessitem de expansão da arcada. Nesses ocorrencias esse tipo de aparelho costuma ser o mais indicado. Com tudo disso, problemas relacionados à mordida cruzada ou aberta, alinhamento dos dentes, alterações ósseas entre outras também podem ser bem atendidos por esse essa modelos de aparelho.



Gostou desse post? Tem mais dúvidas sobre o sistema autoligado? Então não deixe de comentá-las abaixo. A Dentalprev conta ilusoriamente plano especifico Nesse sentido,  quem precisa do administração ortodôntico, acesse e agente um orçamento grátis.

FONTE: https://www.r7.com

Categorias
Sem categoria

Aparelho autoligado desvantagens

Muito vem se falando a respeito do sistema ortodôntico autoligado: para que serve, para quem é indicado, quanto tempo dura o administração quanto custa… E esse motivo, é normal, se você está buscando por algum tipo de administração que valorize seu sorriso. No entanto, você saberia dizer o que é mito e verdade dentro desse questão O Sorrisologia conversou com que a ortodontista Renata Paraguassu, que esclareceu as principais dúvidas.



APARELHO AUTOLIGADO SÓ DEVE SER USADO EM QUEM TEM APINHAMENTO DENTAL SEVERO: MITO OU VERDADE?




Mito. Segundo Renata, o sistema autoligado é, principalmente a aparatologia fixa já conhecida e composta por braquetes e tubos. No entanto, a ortodontista esclarece: “Esse sistema importância mas não tem a necessidade de ligaduras, mais conhecidas como borrachinhas”. No aparelho autoligado, o arco ortodôntico fica preso a estas peças por meio de clipes, tampas ou portas.

“Assim, acontecerá um nível de atrito menor e, consequentemente, vantagens na biomecânica do tratamento ortodôntico, visto que, dessa forma, consegue-se executar uma movimentação dentária com menor intensidade de força sobre os dentes” explica Renata, que comenta: “A indicação Nesse sentido,  esse tipo de aparelho se dá Nesse sentido,  todos os tipos de maloclusões existentes, porém, ocorrencias com muito apinhamento dental são muito beneficiados quando se escolhe este tipo de aparelho”.




O APARELHO AUTOLIGADO CAUSA MAIS DOR E INCÔMODO: MITO OU VERDADE?




Mito. Segundo a ortodontista, o fato do sistema autoligado trabalhar com forças mais leves, leva a define uma menor sensação de algum mal durante o administração ortodôntico. Além disso, Renata esclarece: “Outras vantagens deste tipo de aparatologia são quanto à velocidade na etapa de alinhamento dentário e no monitoramento das rotações dos dentes”.



OS APARELHOS AUTOLIGADOS EXIGEM MAIS CUIDADOS DO QUE OS APARELHOS ORTODÔNTICOS CONVENCIONAIS: MITO OU VERDADE?

Saiba Mais: Aparelho Autoligado tem vantagem



Mito. Os cuidados sobre o produto vendido o paciente Terá de  ter no uso do aparelho autoligado são os mesmos



atribuídos ao convencional. Por isso, Renata esclarece: “Atente-se com o controle rigoroso da higiene oral e tenha cuidado com a alimentação, evitando preparos duros e/ou pegajosos”. A ortodontista Embora indicou: “Para o paciente diferenciar um sistema do outro e conseguir identificar o autoligado, basta notar a importância ou ausência do uso das borrachinhas”.



EXISTEM VÁRIOS TIPOS DE APARELHOS ORTODÔNTICOS AUTOLIGADOS: MITO OU VERDADE?




Verdade. Esses aparelhos podem ser passivos ou ativos. “O aparelho autoligado passivo caracteriza-se pela importância de clipes ativos que diminuem a luz do possibilidade onde se acomoda o fio (slot) e, desta forma, o fio após o fechamento dos clipes lamentará certa maior ativação, havendo uma resultante da direção da movimentação maior no sentido ântero-posterior”, ressalta que  Renata, sobre o produto vendido conclui: “O sistema autoligado ativo, por sua vez, tem a luz o slot maior e com esse motivo consegue-se maior resultado nos movimentos transversais, de expansão das arcadas”.

FONTE: https://www.r7.com

Categorias
Sem categoria

Aparelho Autoligável

Os aparelhos ortodônticos fixos, existentes há muito idéias já deixaram de ser novidade Nesse sentido,  qualquer pessoa com relação a tratamentos de estética bucal. Mas você já ouviu falar no aparelho autoligável? esteja nova tecnologia dispensa o uso Outra famosas borrachas coloridas, proporcionando varias vantagens aos pacientes, tanto em fatores econômicos quanto operacionais.


Vantagens do aparelho autoligável

Saiba Mais: Você já ouviu falar do aparelho autoligável 


Quem já utilizou ou é próximo a individuos que utilizam aparelhos fixos conhece um pouco da rotina em busca de um sorriso mais bonito. As frequentes idas à clínica odontológica, frequentimente em períodos mensais, o incômodo nos dias seguintes à manutenção do sistema de ser a saúde bucal são alguns dos fatores dos quais os aparelhos autoligáveis têm vantagem Sobre relação aos fixos.

Na ausência dos elásticos coloridos, é o próprio bráquete que exerce a energia de sustentação entre ele e o arco ortodôntico (fio metálico), devido a um mecanismo de fixação próprio, localizado na parte interna. Com isto, o atrito entre eles é reduzido, sendo este um dos fatores de resistência ao deslocamento dos dentes no administração de forma a ficar mais rápido, sendo estimado um movimento entre 30% a 50% mais veloz em relação aos fixos. Visualmente, são bastante perceptíveis as mudanças geradas pelo administração ortodôntico com a aplicação dos aparelhos autoligáveis, sobretudo nos meses iniciais.



Pelo fato do suporte do bráquete ter define uma vida útil superior à dos elásticos, a número de vezes de idas à clínica odontológica consequentemente é reduzida, necessitando de manutenção com períodos maiores entre elas, além de ser mais rápido, já que não precisa da substituição das borrachas, trazendo mais praticidade, conforto e no mínimo sentir dor por agir de forma mais suave e estável na movimentação dos dentes.


Saúde bucal


O período de administração ortodôntico leva Normalmente alguns anos, e a saúde bucal não pode ser deixada nem um pouco de lado. As borrachas coloridas utilizadas na fixação do arco são pontos propícios para o acúmulo de produtos de alimentação necessitando de cuidados maiores para sua limpeza e manutenção da saúde bucal. Com a aplicação dos aparelhos autoligáveis, este ponto negativo é extremamente reduzido, visto não existir mais estas regiões de concentração de restos de comidas reduzindo os cuidados necessários e proporcionando uma prática mais saudável de tratamento.



Economia


Embora o custo de aquisição dos aparelhos autoligáveis seja um pouco mais elevado, a redução de gastos ao longo do administração torna economicamente benéfico este desenvolvimento As idas menos frequentes para manutenção reduz as mensalidades pagas, além do período total de administração tender a ser mais rápido em virtude de sua maior eficiência.

Além dos fatores financeiros, consequentemente há economia de idéias despendido para o tratamento, fator que agrada a muitas individuos que possuem uma rotina corrida e necessitam agilizar da melhorar forma plausível o administração sem abrir mão da qualidade dos serviços.


Estética



As vantagens levando-se em conta à estética também são encontradas nos aparelhos autoligáveis. A ausência das borrachas coloridas já minimizam consideravelmente a visibilidade do aparelho, ainda mais pelo fato de alimentos poderem pigmentar os elásticos e agravar a situação estética. Os aparelhos autoligáveis apresentam inclusive uma versão esteticamente otimizada, proporcionando um administração eficaz e Junto a o mínimo de incômodo em todos os sentidos para o paciente.

FONTE: https://www.r7.com

Categorias
Sem categoria

Aparelho Autoligado

No momento de começar um tratamento ortodôntico, a primeira dúvida do paciente é sobre qual aparelho dentário ele terá de usar. Para definir isso é importante conversar com seu dentista para entender as necessidades do seu caso, alinhar expectativas, ambiente de administração e comprometimento seu em tomar todos os cuidados necessários para, enfim, chegar ao melhor modelo. O aparelho autoligado, contudo, chama a Informação para os  por apresentar um tempo de resposta mais rápido se comparado ao modelo tradicional fixo. O Sorrisologia conversou por acreditar nessas o dentista Sérgio Henrique Casarim que ressalta que  as vantagens dos aparelhos autoligados.



ENTENDA O QUE É O APARELHO AUTOLIGADO



O aparelho autoligado é um essa modelos de mecanismo ortodôntico como qualquer outro, a única diferença é que o bráquete usado apresenta características especiais. O profissional explica mais sobre o assunto: Esse dispositivo tem define uma “porta” que prende o fio ortodôntico, não necessitando Da mesma forma que  das borrachinhas que o sistema tradicional utiliza”, afirma.




PARA QUAIS CASOS ESSE APARELHO É INDICADO?



Assim como o aparelho fixo, o aparelho autoligado não possui um tipo de restrição Nesse sentido, para ser utilizado, tudo vai depender do caso do paciente. O dentista explica ainda que alguns quadros são mais facilmente revertidos com o uso desse dispositivo. “Ele pode ser utilizado em qualquer tipo de má oclusão, porém alguns procedimentos são facilitados pelo sistema autoligado”, ressalta que  O procedimento também pode ser adotado por pacientes de todas as idades, desde do inicio que seja recomendado por um profissional da área.

Saiba Mais: Aparelho autoligado que agrada muitos pacientes diz respeito à estética


QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DO APARELHO AUTOLIGADO?




Existem algumas vantagens no uso dos aparelhos autoligados, porém, Sérgio ressalta que esse dispositivo não representa um novo sistema na ortodontia, apenas que o conjunto do aparelho com os fios ortodônticos especiais facilitam o administração “Dentre as vantagens do sistema bráquetes autoligados e fios ortodônticos especiais, temos a possibilidade de menos consultas ao ortodontista e menor idéias de administração em alguns ocorrencias Além disso, o sistema não mancha, pois não Ha  as borrachinhas”, comenta.



Como usar aparelhos, seja qual for o modelo, é sempre um grande compromisso desta, com a saúde bucal, alguns cuidados passam a ser necessários. É preciso bastante simples Informação para os  no momento de executar a higiene bucal, sendo o passa fio um item essencial, no momento da higiene. O Sorrisologia separou um Breve passo a passo para te ajudar.

FONTE: https://www.r7.com

Categorias
Sem categoria

Como acelerar o alinhamento dos dentes

Quando você pensa em sistema ortodôntico com certeza tudo que você lembra é que obrigatoriamente vai passar alguns anos utilizando braquetes e visitando o dentista mensalmente. Mas, o tratamento pode ser mais curto do que você imagina. Algumas novidades da indústria já permitem a redução do tempo de uso mas, mesmo com a evolução da tecnologia, o alinhamento dos dentes ainda é longo e requer cuidado e disciplina do paciente. por acreditar nessas o passar dos meses, o sistema ortodôntico não é mais novidade e o paciente esquece ainda que os cuidados precisam ser permanentes.

Saiba Mais: Sejam fixos ou removíveis, a tecnologia dos aparelhos ortodônticos avançou



A indústria já colocou no mercado modelos de aparelhos ortodônticos que tornaram o tratamento mais rápido que o convencional. O primeiro modelo é o Autoligado, aparelho ortodôntico no qual o próprio braquete prende o fio ortodôntico, tendo uma força de correção pouca lenta e em uma rotina de tornando o tratamento mais confortável e rápido. O segundo modelo de aparelho ortodôntico que reduz o ambiente é o Everest, que graças ao uso de tecnologias como o scanner odontológico e a impressão 3D possibilitaram reduzir em até 25% o ambiente de tratamento.



Cuidado com a higiene bucal




Além de define uma boa limpeza, falta de cuidados com os produtos, que você ingere também pode prejudicar seu tratamento. produtos de alimentação muito grudentos ou duros demais podem mover ou quebrar o sistema e por acreditar nessas isso, desviar a posição do braquete e corrigir os dentes de maneira errada. Mas, calma! Não precisa deixar de comer seus produtos de alimentação favoritos. Se sua fruta favorita for a maçã, use a criatividade e transforme o formato. Ao invés da tradicional mordida, corte em pequenos pedaços ou coma raspadinha como sua mãe já fez um dia quando você era um bebê! Ah, não se esqueça. A dica O aluno também vale para legumes e quaisquer outros alimentos com as mesmas características. Balas, chicletes e pirulitos estão proibidos.



Com certeza você conhece alguém que já te contou sobre as dificuldades de higienizar os dentes durante o administração ortodôntico. Sabendo desses obstáculos, muitas pessoas tendem a descuidar da Limpeza higienização e impermeabilização e nem imaginam o quanto isso pode prejudicar o utilização A principal forma de correção dos dentes é por meio do deslizamento de pouco impacto entre o braquete e o fio ortodôntico.

Quando existe acúmulo de placa bacteriana ou de tártaro, que é o endurecimento dessa placa, eles funcionam como uma cola que impede a movimentação do dente, retardando o tratamento. Caso o problema evolua externo uma gengivite – inflamação da gengiva ou uma periodontite – que é define uma inflamação dos tecidos que seguram os dentes, a situação se complica e deixa o alinhamento ainda mais lento. Para higienizar os dentes, recorra a escova interdental e ao passador de fio dental, que vão impedir a formação de placa bacteriana. Converse com seu dentista Nesse sentido, para ainda que ele verifique sua saúde bucal.




Descolou qualquer peça, corra para dentista


Se mesmo fazendo tudo certinho, ainda assim soltar um braquete ou o fio ortodôntico sair do lugar, vá o quanto antes ao dentista para colocar no lugar. O aparelho ortodôntico funciona como uma engrenagem onde cada peça tem sua função, mas o resultado só ocorre quando algumas das funcionam juntas. Por isso, a queda de um braquete impacta negativamente, retardando ainda mais a conquista do sorriso perfeito.

Ah, além da disciplina com o aparelho fixo, o paciente também deve ter a mesma disciplina por acreditar nessas a contenção, placa móvel utilizada após a retirada do aparelho fixo. Ela é importante Nesse sentido, para para manter o resultado do tratamento. Grande parte das pessoas que negligenciaram o uso da contenção, voltaram a usar sistema fixo depois de um tempo.

FONTE: https://www.r7.com