Categorias
Sem categoria

Exame Vascular

Nos próximas parágrafos pretendo mostrar algumas dicas básicas para você médico recém-formado, procurando abranger principalmente a queixa de dor na perna.

Durante a graduação no curso de Medicina, algumas vezes damos pouco valor a pequenas dicas de nossos mestres. Lembro-me muito bem de vários deles alegando pequenas coisas que depois de formado e graduado em cirurgia vascular, deparei-me com tais situações por eles descritas. Foi aí que percebi o quanto estas pequenas propostas devem ser mais valorizadas.

A queixa de dor na perna é a mais relacionada à cirurgia vascular. Este sintoma pode ir de um simples caso de varizes, um uma situação complexo com risco de perda de um membro ou congregado ou até mesmo de um caso de doença não relacionada à cirurgia vascular.

Por estes justificativas. listarei alguns pontos a serem muito bem constatados  durante o atendimento de um paciente com tal queixa.


Acesse Aqui: Técnica do exame e aplicação nas principais patologias 



Exame físico



Nas aulas de Semiologia e de ensino prévio durante o Conforme, ano da faculdade lembro-me de o professor dizer: SEMPRE examine o paciente! acredita-se que em mais de 90% dos casos uma anamnese e exame físico bem feitos nos dão um diagnóstico. Com isso, a solicitação de exames complementares ficará apenas para transparecer o grau da doença e os possíveis tratamentos necessários para cada caso.

Quando digo examine o paciente, digo coloque a mão no doente, toque-o. Todo paciente se sente muito com maior seguro quando o tocamos. Muitas vezes ouvi a seguinte frase: “consultei com outro médico e ele nem me examinou e, ainda, queria me operar!”

Então, se o paciente veio à consulta por queixa de dor na(s) perna(s)  exclusivamente os membros. inferiores devem ser analisados Óbvio que não, o exame físico sempre deve ser completo.


Observe como o paciente chegou até o consultório experimentando caminhar Mancando? Amparado por familiares? De cadeira de rodas? De Maca?

Palpe os pulsos arteriais dos membros superiores, aorto-ilíacos e dos membros e congregados inferiores. A palpação de pulsos nem sempre é simples. Ensinaram-nos lá no segunda ano da faculdade e muitas vezes não damos o devido valor. Portanto, treine, exercite tal hábito. Quanto mais pacientes sem alterações vasculares você estudar e palpar os pulsos, mais alta ficará a sua palpação.

Ausculte espaços cardíaco, carotídeo, subclávio, aorto-ilíaco e femorais em busca de sopros arteriais.

Examine os integrantes inferiores com o paciente em pé e deitado, examine entre os pododáctilos, Veja os fâneros, parceria da pele, etc.

Investigue sinais de ciatalgia, pois tal encontrada pode indagar que a queixa do paciente é resultado de um problema osteomuscular e não de origem vascular.


Devo encaminhar o paciente para consulta com um especialista?


Esta questão nem sempre é simples de ser respondida, mas sempre que optar pelo encaminhamento do paciente, tenha em mente que é preciso definir muito bem três coisas: Para qual modalidade devo direcionar Preciso solicitar exames complementares antes de encaminhar o paciente? Este encaminhamento é para consulta ambulatorial, imediatamente ou surgimento

A queixa de dor na perna pode envolver manifestações patológicas de diversas áreas da medicina, tais como a Cirurgia do endotelio vascular a Ortopedia, a Reumatologia e a Cardiologia.



A solicitação de exames mais específicos deve sempre ser deixada para o especialistas solicite apenas os exames necessários para definir em qual grande síndrome se enquadrada a queixa do paciente, desde que você não tenha adquirido definir com a anamnese e exame físico.

Tenha em mente:  exclusivamente solicite exames complementares que irão direcioná-lo a tomar alguma conduta e/ou decisão. análises custam caro, e se não vão mudar a sua conduta ou tirar uma dúvida, eles não devem ser solicitados.

A decisão quanto ao caráter de encaminhamento, se ambulatorial ou urgência / surgimento creio ser o ponto mais crítico dos encaminhamentos. Esta decisão pode resultar em problemas extremamente graves para o paciente e, até mesmo, consequências jurídicas para o médico que aconteceu o encaminhamento.

Trabalhando como cirurgião vascular em um serviço terciário que possui diversos municípios supracitados já me deparei algumas vezes com encaminhamentos que deveriam ter sido de urgência, tendo sido encaminhado, para consulta ambulatorial. Em muitos destes casos, o paciente acaba por perder as chances de Iniciativas de tratamento para salvar o membro acometido. Ou seja, o paciente acaba tendo que ir diretamente para uma amputação primária menor ou maior do membro ou congregado acometido devido à escolha equivocada do profissional que aconteceu o encaminhamento.

Pacientes com dor intratável, paciente com áreas de necrose, pacientes sem pulsos arteriais com dor e/ou lesões tróficas, edema importante indesperado palidez e frialdade do membro ou congregado edema e rubor do parte associado à febre, dentre outros, sugerem que o encaminhamento deve ser no mínimo feito em caráter de urgência.

Por fim, na dúvida, sempre peça ponto de vista de colegas. jamais tenha vergonha de argumentar um caso. Quanto mais você cresce em uma modalidade mais você percebe que a discussão de casos é sempre saudável e pertinente.


Categorias
Sem categoria

Escova Dentes Bebe 2 Anos

A formação de os dentes saudáveis e resistentes a cáries no futuro depende muito da alimentação do seu filho na infância. Os primeiros dentes do bebê foram, na realidade, formados quando ele ainda estava dentro da sua barriga, portanto, devem depender da sua alimentação.

Agora, cabe a você tomar os cuidados necessários para garantir que os próximas dentes nasçam fortes e os que já germinaram se continuem bem.


Dentes fortes à vista


É muito importante certificar que seu filho prossiga ingerindo uma boa relevância de cálcio e de vitamina D (substância que ajuda o organismo a fixar melhor o cálcio usado na formação de retirar os ossos e dentes).

Se ao desmamar o bebê você compreender que ele está ingerindo menos leite, complemente a alimentação com outros lacticínio como iogurte natural e queijos.

Preste atenção também na quantia de flúor que seu filho ingere. Esse mineral é fundamental para fortalecer o esmalte dos dentes e resistir às cáries. Mas, algumas vezes, o excesso de flúor pode levar ao aparecimento de marcas esbranquiçadas nos os dentes — um problema conhecido como fluorose dentária.

Lembre-se de que a água da torneira dos grandes empresas urbanos costuma ser fluoretada, o que já contribui para a exposição natural das crianças ao flúor.



Algumas crianças são particularmente com maior possibilidade a sofrer de cáries, e, nestes casos específicos, os dentistas tendem a indicar o uso de suplementos à base de flúor (geralmente na forma de bochechos), além do creme dental. Assim sendo, não dê flúor extra para seu filho sem dialogar, com um cirurgiao dentista antes e aparentemente  avaliar a necessidade ou não do suplemento.

Em casa, faça um esforço para que as crianças não adquiram hábitos que são verdadeiros inimigos dos os dentes saudáveis, como tomar sucos e comer doces entre as refeições. A melhor hora para servir sucos é durante as refeições, em um copinho, pois a criança tende a passar menos tempo com ele na boca.

Ir para a cama com a mamadeira também não é importante pois o açúcar do leite vai ficar Localizada  na boca durante a noite toda.


Mantendo os dentes limpos


Escovar os dentes é um hábito que tem que ser englobado à rotina de seu filho através do  menos duas vezes por dia, de manhã e à noite, antes de dormir.

O objetivo é limpar todos os restos de alimento que ficam em cima ou entre os dentes. Use uma escova pequena e de cerdas macias, com uma relevância de creme dental com flúor da rampa recolhida semelhante ao tamanho de um grão de arroz.

Faça movimentos circulares e evite que seu filho se acostume a esfregar a escova de um lado para outro. Isso não só não limpa os dentes como também pode machucar as gengivas.


Não se esqueça de escovar a parte de trás dos dentes também.

Veja como escova os dentes de bebe,Clique aqui nosso site


Limpar bem os dentes de uma criança é algo mais fácil de falar do que de fazer. A verdade é que se seu filho deixasse você olhar com tranquilo a boca dele, sob boa luz você se surpreenderia com a relevância de pedacinhos de alimentos que insistem em ficar ali, mesmo depois de uma boa escovação.

Tente fazê-lo colaborar, abrindo bem a boca e deixando o mais parada possível. Se tática como copiar você ou deixar que ele escove os próprios dentes por um tempo não atuam mais, teste ter um espelho por perto. Seu filho poderá se animar a olhar o interior da boca e até dar nome aos dentes, enquanto você usa a escova.

Sim, já que a ingestão de muito creme dental enquanto os dentes do seu filho estão se formando pode levar à fluorose dentária, que provoca marcas brancas no esmalte. Além disso, engolir uma maior relevância de pasta pode ocasionar até intoxicação.

Para evitar uma situação assim, Conserve o tubo de pasta fora do alcance das crianças. Alguns pais optam evitar pastas com sabores adocicados, claramente para que os filhos percebam ou entendam que não se trata de uma comida.



Quando é que uma criança pode escovar os dentes sozinha?


Quando ela demonstrar interesse deixe ela insistir sozinha, levando como se deve fazer: com pequenos movimentos circulares e não esfregando de um lado para outro. De qualquer forma, especialistas acoselham que você supervisione seu filho até pelo menos os 7 anos de idade, quando ele precisará ter a assertividade necessária para fazer uma boa limpeza dos dentes.

Escove seus dentes junto com seu filho, já que esta é uma forma divertido de direciona-lo a escovar corretamente.


O que fazer em relação aos doces


Não dê doces e balas a seu filho antes que ele descubra, que eles existem. Muitas famílias que não têm o hábito de comer doces e cujos filhos não têm amigos mais velhos conseguem evitar esse tipo de alimento até o segundo aniversário. Vale a pena insistir pois se o resto da dieta do seu filho for equilibrada esse período sem doces vai auxiliar os primeiros dentes a aparecem e crescerem mais fortes.

Mas um dia os doces virão, não tem jeito. As crianças acabam percebendo as lindas embalagens no supermercado, assistindo a comerciais feitos precisamente para elas e reparando nas outras crianças se alimentando suas balas e chocolates preferidos.

Porém, não há incertezas de que os doces não fazem bem para os dentes de seu filho. Dentro da boca, o açúcar refinado se torna um ácido que “ataca” o esmalte dos dentes. Isso quer dizer que, cada vez que a criança come um doce, os os dentes ficam propicios à cárie. Quanto um tanto  vezes por dia isso ocorreu e quanto mais tempo o açúcar permanece na boca, maiores as chances de desenvolver cáries.

Mas se você souber lidar de maneira real com doces e outras fontes de açúcar, pode ser que o tema proposto nem vire um extrema problema na vida de vocês.

Passar o dia com um copinho ou uma mamadeira de suco pode ser tão prejudicante para os dentes como um pedaço de bolo de chocolate. Portanto, é muito mais razoável dominar todos os tipos de alimentos açucarados do que coibir certos doces e deixar que seu filho coma outras coisas que também contêm açúcar.



Alimentos doces que são ingeridos muito rápido são os menos nocivos porque o ácido que é produzido deixa a boca antes que comece a ter efeito sobre o esmalte dos dentes. Assim, uma fatia de bolo ou um pedaço de chocolate depois do almoço são menos arriscados do que um pirulito que pode passar a tarde toda na boca da criança.

Balas e outras bolachas que grudam nos dentes são as piores, pois às vezes resistem até a uma boa escovação. Infelizmente, alguns alimentos mais saudáveis, como passas e outras frutas secas, também tendiam a manter-se entre os dentes por mais tempo.

Tente oferecer como alternativa, na hora do lanchinho, pedaços ou fatias de queijo, frutas frescas ou palitinhos de de legumes como cenoura, aipo ou erva-doce.

E quando por fim seu filho chegar à fase em que não abre mão das balas, escolha bem o tipo que vai oferecer e fiscalização a maneira como a criança come. As menos ruins são aquelas que desmancham muito rápido na boca ou os chocolates.

Tente fazer com que seu filho coma tudo em um rápido intervalo, em vez de passar horas com os guloseimas Uma boa maneira de neutralizam o açúcar é dar um pedaço de queijo ou um pouco de leite assim que possível.

Visitas ao dentistaHoje em dia, os melhores trabalhador  dão muita atenção à saúde de prevenção e não simplesmente ao tratamento de problemas que já aconteceram. Por isso, não espere até que se destaque a primeira dor de dente da criança para levar uma criança ao dentista.

Tente ir com seu filho ainda bebê, quando você tiver uma consulta, assim ele já vai se habituando ao Ambiente  do consultório ou leve-o assim que os primeiros dentinhos aparecerem.

Não caia na tentação de construir que os dentes-de-leite não merecer  cuidados porque vão acabar caindo. A maioria tem quase uma década de trabalho pela frente, e a saúde deles é fundamental para que os dentes permanentes também sejam saudáveis e tenham espaço suficiente para nascer.


Categorias
Sem categoria

Mentoplastia Resultados

A mentoplastia é o nome da cirurgia realizada para tratar a forma do mento, isto é, o queixo dos pacientes (parte que envolve mandíbula, pescoço e o um a cada três inferior da face) seja para aumentá-lo ou diminuí-lo.

As mentoplastia de crescimento são muito mais comuns que as de redução, até porque o procedimento que envolve a segunda é muito mais complexo. Pode acontecer a avanço ou redução da mandíbula ou crescimento ósseo apenas do osso do queixo. Mas é uma cirurgia bem mais melindrosa com indicação que vai além da estética.


Indicações da mentoplastia


A mentoplastia é utilizada para correção das mais diversas deformidades funcionais ou estéticos A indicação do procedimento adequado para corrigir uma deformidade do mento é baseada no tipo e na extensão da deformidade, podendo este ser considerado dentre (macrogenia), mercado (microgenia) ou assimétrico. Ainda pode ser indicada para auxiliar no tratamento da apneia obstrutiva.


Critérios para o novo queixo



A mentoplastia deve ser feita analisando o rosto como um todo, para que o resultado final seja mais concordante com o conjunto. Primeiro deve-se observar como e a forma da mandíbula. É realizada uma análise facial que detecta o perfil de um paciente com desequilibrio facial. É imperativo determinar se o que ocorre é uma deformidade de oclusão e/ou esquelética ou se o mento situa-se apenas projetado ou retraído. Então, a partir dessa análise será determinada o que dependerá para um queixo mais concordante com o restante da face.

Normalmente, quando ocorre um desenvolvimento ósseo levemente inferiro do que o aguardada é necessário uma inclusão de uma prótese no queixo, infiltração com gordura ou pmma, dependendo de cada caso. Muito importante também e o contorno da mandíbula. Muitas vezes ocorre adiposidade no pescoço e flacidez do músculo platisma. no presente eventos a lipoaspiração ou ate mesmo uma cervicoplastia e muito bem vinda para definir bem a mandíbula, principalmente no angulo lateral.


Associação com a rinoplastia


Há uma relação direta entre o nariz e o queixo na e harmonia, do rosto. Portanto, algumas vezes é necessário aliar estes dois metodologias para que o paciente tenha um resultado mais satisfatório, pois quando ambos a mentoplastia e a riniplastia são indicadas e uma não é feita, haverá a sensação de que algo ainda não está correto. Essa associação é tão comum que merece até uma nomenclatura próprio perfiloplastia.


Quem é o profissional apto a realizar a mentoplastia?



O mais sugerida é que a lipoaspiração seja realizada com um cirurgião plástico, profissional treinado a realizar este procedimento.


Pré-requisitos para fazer a cirurgia


Como qualquer cirurgia, é importante ter indicação clinica. Além disso, deve ser possível ter melhora efetiva do contorno mandibular-cervical. agradaveis condições de saúde para a intervenção também é fundamental.


Pré-operatório da mentoplastia


O pré-operatório passa por uma análise facial, como já citado, bem como uma história médica e odontológica inteiras Na análise facial, a face é fragmentada em três partes, com a boca e o queixo ficam no terço inferior. O cirurgião necessita igualar as proporções em cada terço, a fim de determinar o procedimento mais adequado para reconstituir  o equilíbrio. O paciente irá ser fotografado de vários ângulos para registrar a condição do queixo antes da cirurgia. O tratamento ortodôntico muitas vezes deve ser feito antes da mentoplastia. Isso porque os os dentes afetam a posição dos lábios e estes determinam a estética do perfil, por isso é essencial corrigir as más posicionamento dentárias.


Como é feita a mentoplastia


Alguns cirurgiões gostam de iniciar esse procedimento com uma lipoaspiração do pescoço, o que define melhor o contorno mandibular e faz com que seus duas visões  ficam mais visíveis. Depois, na mentoplastia de crescimento é colocado um implantes ou um novo osso, que pode ser posicionado tanto através de uma incisão na parte inferior do queixo, quanto por dentro da boca.

Quando utilizado implante, cria-se o que os cirurgiões chamam de “loja”, para inclusão da mesma. Esse implantes pode ser de silicone ou mesmo enxerto de gordura. Já quando há um reposicionamento do osso (seja para crescimento ou redução do queixo), ele precisa ser serrado e reposicionado, depois é determinado com placas e parafusos na outra posição desejada. Ou seja, é um procedimento bem mais invasivo.



Não existe obrigatoriedade quanto ao tipo de anestesia para esse procedimento, mas pode ser aconselhado que se use efeito de anestesia local associada com sedação quando vai se proceder apenas a mentoplastia. Quando serão relacionadas outras cirurgias, pode-se optar pela efeito de anestesia geral. Entretanto, isso deve ser uma combinação entre o cirurgião e o paciente.


Duração da cirurgia


Quando se opta pela inclusão de implantes para uma Elevar o mento, a cirurgia dura em revolve de uma hora. Se é feito avanço ósseo, o procedimento tem uma duração maior, entre 90 e 120 minutos.


Pós-operatório


A alta é dada no mesmo dia. Quando um implante é colocado, a prótese é conservado imobilizada por cerca de uma semana. Caso tenha sido feita uma lipoaspiração do pescoço em conjunto, ele também fica abrigado por uma faixa. Na primeira semana procure  não fazer esforço e evite movimentos bruscos no local. A retirada dos pontos, o curativo e uma avaliação pós-operatória é realizada em torno de uma semana depois da cirurgia. Prescreve-se medicamentos, analgésica e antibiótico para reduzir o risco de infecção.

O período de restauração após a mentoplastia pode levar várias semanas. Os primeiros 10 a 14 dias são definido pelo edema, ou seja, o inchaço da região. Após esse período os pacientes retornam as suas atividades profissionais Pode acontecer dormência do lábio e queixo, mesmo que temporário. Ainda se faz necessária cabeceira elevada e evitar dormir deitado de lado. Como em outros metodologias cirúrgicos, deve-se evitar a exposição solar enquanto houver hematomas, atividades físicas físicos, bem como suspenção o uso do cigarro já no pré-operatório.

No início do período de restauração é mais aconselhavél optar por diet líquida, desenvolvendo, gradualmente, para alimentos mais macios e, normalmente, ao final de uma semana, libera-se a ingestão de alimentos normais. A higiene oral é importante ser reforçada com soluções antissépticas, principalmente uma vez que  a incisão tenha sido feita intraoral.

Por um mês é recomendado fazer drenagem linfática no pescoço três vezes na semana. Em dois a três meses, o edema irá sumir e em seguida, o resultado termino vai ser notado.



Possíveis complicações da mentoplastia


Como qualquer cirurgia, complicações como infecção, hemorragia e alergias à efeito de anestesia podem acontecer Os riscos de implatação de um implante de queixo incluem: a deformidade do queixo; lesão do nervo mentoniano, levando à perda de sensibilidade ou paralisia dos músculos do queixo; erosão óssea abaixo do implantes alteração posicional do implante e extrusão do implantes Já os riscos específicos associados à mentoplastia por deslizamento ósseo incluem: sub ou supercorreção do defeito; falha do segmento de osso a “cicatrizar” adequadamente com as outras partes da mandíbula; danos nas sistema radicular dos dentes e hematoma.


Antes e depois da mentoplastia


A mentoplastia, quando bem indicada e realizada, torna possível melhorar a fisionomia  e a simetria, facial. A forma do queixo tem uma influência notável sobre a conceito geral da face e do pescoço. Melhorar a forma do queixo pode ter efeitos positivos em outros áreas devido à harmonia de rosto que será proporcionada. Saiba Mais: Mentoplastia é um termo que se refere a procedimentos de Cirurgia Plástica

Categorias
Sem categoria

Rinoplastia: Embolia Pulmonar

Praticamente não existem cicatrizes aparentes na cirurgia estética do nariz. Isto porque as incisões (cortes) são feitas “dentro do nariz” ou nos sulcos; em consequência disto deixam vestígios inaparentes. Em casos especiais, quando as asas nasais são tratadas, existem duas pequenas cicatrizes nos sulcos entre as asas e a face que, com o passar das dias tornam-se praticamente imperceptíveis. Em outros casos, uma cicatriz imperceptivel é induzida na “columela” (parte inferior do nariz). Em alguns casos, quando há complicação cirúrgico alguma cicatriz pode ser visivel no nariz.



Poderei escolher, para o meu futuro nariz, a forma que eu desejar?



Não. Existe um equilíbrio estético entre o nariz e a face, equilíbrio este que o cirurgião deve observar, a fim de preservar a naturalidade e autenticidade dessa face. Cada caso é pesquisado criteriosamente de forma que se venha a dar ao nariz a melhor forma possível, dentro das exigências da face.



O resultado definitivo da “nova forma” é imediado?



Não. diversas fases são características do pós-operatório do nariz. Assim é que, numa 1ª fase (logo após a retirada do “gesso”, em torno o 7º dia), apesar de corrigidos diversas problemas estéticos do nariz original, notamos um edema (inchaço) que vai diminuindo com o passar dos dias e que tende a sumir totalmente em torno do 6º mês. Existem pacientes que atingem o resultado definitivo um pouco antes, bem como outros que raramente excedem este período. A persistência ou não do edema transitório por um período mais longo que o normal grande maioria não interfere no resultado final.



Como ficar minha respiração após a cirurgia?



A rinoplastia emagrecimento, pode até melhorar as condições respiratórias do paciente, ou pode não interferir. Raramente pode piorar. Pode haver alguma dificuldade no pós-operatório mediato. Isto se deve ao fato do “edema” também existir na parte interna do nariz, assim como o movimento de “válvula respiratória” ficar prejudicado nesse período. Com o decorrer do tempo, esta condição tende a se normalizar. Problemas respiratórios podem ocorer no pós-operatório. Quando a correção simultânea de septo e pirâmide nasal demanda cuidados especiais, a cirurgia emagrecimento, deverá ser feita numa segunda oportunidade, após ter sido corrigido o septo através do  especialistas ou o otorrinolaringologista pode tratar o septo no mesmo tempo cirúrgico.



Sofro de coriza constante. Poderá a cirurgia estética aliviar-me deste sofrimento?




A prática nos mostra que, em alguns casos, após realizada a rinoplastia, somem os sintomas crônicos que vinham incomodando o paciente há anos. Isto, entretanto, não poderá ser assegurado para todos os situações, O importante é esclarecer que excepcionalmente as funções respiratórias ficam danificadas após a cirurgia estética do nariz, desde que esta seja assistida dentro dos cuidados que a delicado intervenção demanda.


Por quanto tempo persiste o resultado obtido?



O resultado de uma rinoplastia é praticamente rapido, definitivo Apenas deve-se observar que após a 5ª década de vida, qualquer nariz começa a apresentar alterações morfológicas, devido à transformação da qualidade da pele que o reveste.




A cirurgia visão do nariz é considerada como “pequena” ou “média” cirurgia? E as complicações?





Raramente a rinoplasia afirma sérias complicações. Entretanto, sendo um procedimento cirúrgico, casualmente poderão ocorrer situações inesperadas na evolução. Felizmente, esses eventuais imprevistos são passíveis de correções posteriores, mediante “retoques”, Possibilitando obter um bom resultado na grande maioria dos casos. O paciente deve saber que cada nariz tem um formato específico, e vai se transformar de acordo com o tipo de pele, o tamanho e o formato do rosto. Sendo assim, não se deve almejar que um nariz com pele grossa por exemplo vai afinar a ponta como um nariz de pele fina. Os possíveis “imprevistos” não devem ser confundidos com as formas intermediárias pelas quais passa o nariz, no pós-operatório mediato, até que atinja sua forma definitiva. Complicações mais incomúns, podem ocasionar causando alguma cicatriz ou deformidade que pode ser de difícil tratamento.




Qual o tipo de anestesia que se utiliza para esta operação?




Tanto a efeito de anestesia local quanto a geral ou a associada serão utilizadas. Ficará a seu critério optar por o tipo, desde que prudente sua conveniência juntamente conosco.



São utilizados curativos? Quantos?



Após finalizar a cirurgia, o nariz é mantido imobilizado com splint, que o recobre totalmente. Este splint permanece por por volta de sete a oito  dias, período após o qual é retirado no consultório. Poderá ou não ser utilizado o tamponamento nasal (com gases vaselinadas), que é transmitido por 8 a 48 horas. O splint é importante para a primeira fase da modelagem do nariz.





Ouvi dizer que o nariz “sangra” nos primeiros dias. É verdade?




Existe um pequeno sangramento através do tamponamento de gaze, que é normal nas melhorar o quarenta e oito horas. Isto, entretanto, não deverá ser motivo de preocupação, pois um curativo de proteção, sobreposto à abertura do nariz, é crescido  propositadamente, a fim de aparar esse hemorragias Esse curativo adicional poderá ser trocado em casa, seu próprio vezes quanto necessário. Pode haver uma “coriza” avermelhada durante alguns dias.




Há dor no pós-operatório?




frequentemente não. A cirurgia visão do nariz apresenta pós-operatório indolor. Quando acontecer uma casual dor, esta é facilidade combatida com analgésicos, que lhe serão receitados como preventivos.



Há perigo nesta operação?



Raramente uma cirurgia de rinoplastia indica sóbrias complicações. Isto se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório, além de ponderarmos sobre a conveniência de associação desta cirurgia conjuntamente, a outras. O perigo não é maior ou menor que uma viagem de avião ou automóvel, ou mesmo um simples atravessar de via pública. Qualquer cirurgia é passivel de complicações durante ou após o ato cirúrgico. Trombose de membro inferior e embolia respiratória podem ocorrer, embora raramente, em qualquer procedimento que o paciente fique imobilizado no pós-operatório.




Qual a evolução pós-operatória?



R: Vale lembrar sempre que, até que se atinja o resultado almejado, diversas fases de evolução são características deste tipo de cirurgia. Assim é que edemas (inchação), “manchas” de infiltrado sanguínea dificuldade respiratória nos primeiros dias, são comuns a todos pacientes. Evidentemente, alguns apresentam estes fenômenos com menor intensidade que outros. Esperamos que você esteja neste grupo. Caso não esteja, não se preocupe. Dê tempo ao seu organismo, que ele se encarregará de eliminar todos os pequenos transtornos que, infalivelmente, chamarão a atenção e alguma pessoa estranha que não lhe poupará a pergunta: “Algo de errado não estará acontecendo?”. É evidente que toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser enviada a nossa equipe. Em tempo: Tenha paciência. não se esqueça, que nenhum resultado de cirurgia visão do nariz deverá ser avaliado antes do 6º mês pós-operatório.


Para finalizar: o resultado da cirurgia estética do nariz compensa?



Evidentemente:entre as cirurgias estéticos a do nariz é uma das que proporcionam grandes satisfações. Lembre-se no que lhe foi dito anteriormente: cada caso é acreditava individualmente na 1ª consulta, ocasião em que lhe são esclarecidos todos os detalhes aqui mencionados bem como aqueles que por lapso tenham sido olvidados. Desde que nos decidamos mutuamente a realizar a cirurgia (médico e paciente), é porque o resultado compensa. Caso contrário, seremos os primeiros a recusar a operação. Esta despretensiosa mensagem foi elaborada com intuito de informa-lo(a) a respeito da rinoplastia estética. Teremos imenso satisfação, em entender detalhadamente qualquer outras dúvidas.


Saiba identificar a Embolia Pulmonar,Clique aqui obtenha informação


Importante: qualquer procedimento cirúrgico necessário para retoques desta cirurgia não acarretará em ônus relativo a equipe médica em dívida a paciente pagar apenas a clínica e o material gasto na cirurgia. Qualquer procedimento cirúrgico é passivel de complicações e problemas pós operatórios, que devem ser abordados acontecido com seu cirurgião. Sendo o corpo humano um sistema biológico, passível de problemas imprevisíveis, nenhum cirurgião pode garantir que o resultado pós operatório será aquele pensado pela(o) paciente. Cabe ao médico decidir sobre a data de qualquer procedimento pós operatório necessário.

Categorias
Sem categoria

Rinoplastia Riscos de Morte

O Brasil está entre os países que um tanto  realizam a rinoplastia. Com o crescimento da tecnologia mais metodos, vem sendo desenvolvidos para atender as expectativas das pessoas que adoram a beleza e procuram diminuir ou modelar seu nariz.

A rinoplastia é um procedimento de cirurgia plástica, que não envolve muitos riscos. Porém, os seus  resultados resultam diversas debates e discussões, pois nem sempre ficam como os pacientes esperam.

Apesar de ser muito usada para fins estéticos, a rinoplastia é comparada também a outros metodologias nasais, como a correção do Septo nasal e a Turbinectomia, que é a retirada dos cornetos nasais, a popular carne esponjosa.


Pré- operatórios


Nas pesquisas iniciais o médico requisitará os Exames pré- operatórios padrões para qualquer cirurgia plástica e poderá também requisitar outros que criticar necessário para se ter uma a  moral mais precisa sobre a estrutura dos ossos e cartilagem nasais.


Procedimento da Rinoplastia


Apesar de ocasionar momentos de muita aflição e medo, a cirurgia é tranquila e sem Ameaças O procedimento dura cerca de 1 hora e meia á 2 horas, sendo dividido em:

Corte e desmontagem – Para dar induzir a um a cirurgia de rinoplastia, o médico-cirurgião realiza pequenas incisões com o bisturi. Assim, ele tem acesso aos ossos e cartilagens de todo o nariz, chamado de base de nariz ou pirâmide nasal. Em seguida ele separa os tecidos da base, ou seja, o médico “desencapa” o nariz, realizando a chamada rinoplastia aberta. Há situações, em que é feito a rinoplastia fechados que ocorre sem que haja o descolamento da pele.

Moldagem – Uma parte do osso e da cartilagem poderá ou não ser lixados, é determinada do tipo de operação e do resultado que se musica Há casos em que se complementa   tecido no local, podendo ser sintético ou natural. Quando natural é retirado do corpo do próprio paciente para que não haja rejeição.  Em casos muito exclusivos, é causada a fratura voluntária do osso nasal, com o querer de corrigi-lo.

Remontagem – Após todos os metodologias serem realizados é necessário atingir o formato ideal, A pele e a carne são recolocadas no lugar a que efetivamente pertencem. Isso ocorre em casos de rinoplastia aberta. Assim chega ao fim a cirurgia rinoplastia.



Pós- operatório Rinoplastia


Por ser um procedimento invasivo, é necessário que o paciente utilize a tala no nariz por 4 a 7 dias, para que haja imobilização da região. Em alguns casos é indicado que o paciente use tampão nasal.

Ao ocorrer a retirada da tala após os 7 dias, o paciente continuara ultilizando um simples esparadrapo, por mais uma semana mais ou menos.

As cicatrizes da rinoplastia dependerão muito do procedimento que foram realizados. Na grande grande maioria dos casos, os cortes são realzados na parte interna da cavidade nasal, excluindo as chance de cicatrizes visíveis.

Mesmo em situações, que é necessário os cortes externo as cicatrizes são imperceptíveis, sendo invisíveis a olho nu. Clique aqui: Tire todas as duvidas,para quem quer mudar o nariz


Cuidados


É recomendado, que a alimentação seja pastosa, evitando mastigação forte que necessite causar incômodo.

Exercícios e esforços físicos são determinado apenas após de 02 à 03 meses;

Não se exposto ao sol e a friagem, apenas de forma gradativa após a primeira semana;

É necessário descanço absoluto por 07 dias;

Após a Rinoplastia é indicado o uso rígido de protetor solar;

Lavagem nasal com soro fisiológico 0,9%. Assoar o nariz unicamente após 07 dias;


O cabelo pode ser levado com a cabeça para cima, já que o paciente deve evitar até mesmo descer a cabeça muito rápido;

Uso de óculos apenas após liberação médica;

Neste período deve ser evitado dormir de lado e de bruços evitando o choque contra o travesseiro;

É importante seguir rigorosamente as orientações dadas pelo cirurgião e a prescrição médica;


Riscos da rinoplastia


Quando se trata de metodologias cirúrgicos, as chances de riscos jamais são 0%. Claro que realizá-los em clínicas seguras e e também especializados diminui os riscos de erros.

Os edemas e hematomas são normais de praticamente todo pós-operatório. Porém, há situações, em que o paciente apresenta hemorragias infecção, obstrução das vias nasais, necrose do tecido operado, abertura do septo, complicações pós-anestésicas e sensação de dormência nos dentes.

Apesar de não ser o normal, há casos de pacientes insatisfeitos com o resultado e da cirurgia ter sido mal sucedida.

Esses são fatores que dependerão muito dos especialistas escolhidos. Por isso, é extremamente necessário pesquisar bem os profissionais e suas capacitações para que não haja arrependimentos.


Categorias
Sem categoria

Diferença Entre Md Codes e Scuptra

Nas últimas décadas as mulheres se libertaram e obtiveram o mercado de trabalho. Provaram seu valor e competente e hoje competem de igual para igual com os homens. Claro que existe muito o que conquistar, mas grandes procedimentos foram dados nesse sentido e a tendência é que seja uma processo contínuo.

No entanto, se por um lado comprovaram seu “poder”, por uma outra permanecem as exigências no desempenho de uma série de requisitos de beleza. Tanto no mercado de trabalho, quanto na sociedade como um todo, a mulher é cobrada a seguir o padrão de beleza e juventude Pesquisas revelam que as mulheres apontadas como bonitas chegam a ter remuneração 20% maior. Algumas profissões onde o contato com o público é frequente, a beleza é muito mais valorizada, como no caso dos vendedores, por exemplo. Pessoas bonitas geralmente são relacionadas com virtudes benéficas e na hora da venda isso pode ser um extrema diferencial.

Mas existem dentre outras compensações por estar sempre em dia com a aparência, além da o reconhecimento social, melhores oportunidades de trabalho, ganha-se um incremento na amor-próprio segurança e auto-confiança.

É por isso que cada vez gasta-se um tanto  tempo na frente do espelho e investe-se crescentemente  em cuidados com a estética .

Até pouco tempo a medicina emagrecimento, não contava com tantos recursos e muitas mulheres receberam que optar por metodologias invasivos como a cirurgia plástica ou se contentar com cremes anti-idade caros que não entregavam tudo o que prometiam.

Felizmente a medicina se desenvolveram e além dos cuidados contemporaniedade que se deve ter para manter a beleza e a juventude da pele por mais tempo, existem atualmente diversas técnicas e metodologias estéticos que realmente promovem bons resultados e são detalhadamente invasivos Ou seja, está mais fácil ficar bonita!



Dentre os metodologias mais de ultima geração e desenvolvidos estão os bioestimuladores. São substâncias que incidem estimulando o organismo a como gere o colágeno, elemento responsável através do  aspecto jovem e firme da pele.

Uma extrema vantagem dos bioestimuladores é a Simplicidade com que podem ser aplicadas As sessões são feitas no mesmo consultório do médico dermatologista, não é necessário o uso de anestésicos injetáveis e o paciente pode retorne as atividades normais logo após a aplicação, ou seja, tempo mínimo de downtime.

Outra característica prática e descomplicada dos bioestimuladores é o tempo de tratamento. Em muitos dos situações, é necessária  exclusivamente uma aplicação que dura em média 30 minutos.

Além do que já falamos vale lembrar que por serem substâncias que serão absorvidas pelo organismo, não existem reações adversos complexas e os resultados são naturais!

Existem dois mais importante bioestimuladores: o Sculptra e o Radiesse. Ambos atuam no rejuvenescimento, redução de rugas e flacidez da pele Porém existem algumas particularidades que explicamos a seguir.


O que é?


Radiesse é um gel instituído por microesferas de hidroxiapatita de cálcio. O Radiesse age estimulando a produção de colágeno através organismo e também trabalha como preenchedor. Saiba como funciona os procedimentos hoje em dia considerado em alta,Que mantem a a nossa pele firme e mais jovem



Onde o Radiesse pode ser aplicado?



Alguns tratamentos e regiões onde o Radiesse pode ser aplicado:

Bochechas: utilizado para desenvolver essa região, favorecendo um discreto volume.

Mandíbula: quando utilizado nesta região o radiesse deixa a mandíbula mais marcada, definida e angulada.

Queixo: aumentando  seu tamanho e confirma definição.

Têmporas: com o envelhecimento as têmporas apresentam um afinamento. O Radiesse permitindo um preenchimento desta região, devolvendo jovialidade ao rosto.

Mãos: esta região apresenta sinais de envelhecimento como veias saltadas e a nível de pele fina. O Radiesse ocupar os sulcos formados pelas veias saltadas e  promove o seu clareamento.



Como é a aplicação de Radiesse?


O processo de aplicação de Radiesse é equivalente a qualquer uma outra preenchedor injetável. Depois de identificar as áreas que precisam de volume, seu médico fará uma série de injeções. O número exato será baseado em suas necessidades e na método do médico.


Quais os resultados do tratamento com Radiesse?


O Radiesse restaura o volume da facial na extenção média e inferior, reduz as rugas e marcas de expressão e melhora a flacidez das regiões onde foi aplicado. Seus efeitos são graduais e duradouros, pois o organismo continua a como gere o colágeno até 18 meses após o tratamento. O resultado é um rejuvenescimento e uma restabelecimento natural dos contornos da face.

Os efeitos são notados em seis dias após a primeira sessão. As sessões devem se repetir a cada 2 meses e o paciente precisará decidir pelo junto com o dermatologista a quantia necessária para seu caso.

Sculptra é o nome comercial para o ácido Poli-L-Lático injetável. Assim como o Radiesse, atua estimulando o organismo a como gere colageno e também tem efeito preenchedor.



Onde o Sculptra pode ser aplicado?


O Sculptra é sugerida para o tratamento de rugas e flacidez das seguintes regiões:

Tratamento de flacidez de rosto;

Flacidez abdominal, principalmente após emagrecimento e gravidez.

Tratamento de flacidez do pescoço e colo;

Tratamento de flacidez corporal de regiões como: outros membros. glúteos, coxas, axilas e flacidez das mãos;

Tratamento de sulcos nasogeniano e labiomentual (os famosos “bigode chinês” e rugas de “marionete”);

Tratamento de celulites;

Tratamento da perda de gordura de rosto formado pacientes de HIV que são tratados com medicamentos antiretrovirais e também corredores e os jogadores que têm diminuição maior de gordura no corpo e face.


Como é a aplicação de Sculptra?



A aplicação de Sculptra é feita com uma agulha ou cânula (agulha sem ponta perfurante) e cada sessão dura em média 30 minutos, dependendo da relevância de produto a ser injetada. Como o produto possui anéstesico em sua fórmula, a aplicação é pouco dolorosa. Também se aproveita compressa de gelo durante a realização para uma Elevar o efeito analgésico.

A massagem é uma parte vital do processo. O médico deverá massagear os locais de injeção após cada série de três a quatro injeções. Isso ajuda a distribuir o produto de forma uniforme por baixo da pele para permitir uma melhor absorção nas camadas mais profundas.

Uma  massagem de dois minutos também ocorre após a sessão finalizar e é feita com um hidratante facial. Os pacientes são aconselhados a massagear a extenção que foi tratada por alguns minutos, isso deve ser feito revolve de cinco vezes por dia por um período de cinco dias após o tratamento.