Categorias
Sem categoria

Exame de Circulação

É comum atrelarmos as necessidades do se fazer check-up do coração, analisando suas condições a partir de testes como o ergométrico. Já é mais do que entendido que, a partir de certa idade, todos devem fazer esses testes periodicamente, garantindo maior característica de vida e prevenção de doenças. Mas tão importante quanto verificar as condições cardiológicas é manter-se em estado de atualização quanto ao funcionamento das veias e artérias que garantem a saúde dos órgãos e tecidos, evitando a má circulação sanguínea no seu pênis e uma série de sintomas, sinais e moléstias vasculares.

Por um lado, boa parte dos exames vasculares que propiciam um diagnóstico exato são invasivos, exigindo a introdução de catéteres, punções e aplicação de contrastes através de agulhas num processo doloroso e traumático. Isso tudo, no entanto, é algo que já foi ultrapassado. No laboratório de fluxo do endotelio vascular os exames contam com equipamentos que atingem um índice de precisão de 95% sem a utilização de materiais invasivos. Graças a eles, os pacientes passam por um processo rápido, sem qualquer necessidade de hospitalização. para serem analisados.

Estes exames contemporâneos proporcianam uma análise não só morfológica (imagens) dos vasos sanguíneos como também da condição. hemodinâmica e funcional da circulação sanguínea.



O check-up das artérias é feito pelo eco-doppler colorido das carótidas, da aorta abdominal – para rejeitar estreitamentos graves que possam comprometer a circulação cerebral – e das artérias ilíacas – para afastar a possibilidade de aneurismas e de obstruções –, assim como a fluxometria arterial dos membros/colaboradores inferiores com medidas de imposições  segmentares em coxa e perna – para avaliar o grau de má circulação dos membros/colaboradores inferiores.

Para o check-up das veias, em princípio basta um eco-doppler colorido dos membros/colaboradores inferiores para a identificação de varizes (cuja incidência é grande em nosso país) e também para rejeitar trombose em veias profundas. Veja aqui o que provoca má circulação

Em relação sistema arterial, indica-se que o check-up seja feito pelo menos a partir dos 40 anos nos pacientes que tenham fatores de riscos (diabetes, hipertensão arterial, tabagismo, obesidade, alto taxa de colesterol no sangue, sedentarismo, estresse e idade avançada) ou elementos hereditários em casos de trombose ou aneurisma. Tal como na cardiologia, existe também o teste de esforço em esteira para dimensionar e habilitar o funcionamento da circulação das pernas.

Do ponto de vista venoso, de 15 a 20% da população é portadora de varizes dos membros/colaboradores inferiores e, caso haja um fator familiar acentuado ou a notória presença de varizes diversas nas pernas, recomenda-se a realização dos exames independentemente da idade.


Categorias
Sem categoria

Lipoaspiração Cicatriz

A lipoaspiração é um dos aos processos estéticos mais procurados por homens e mulheres que desejam deixar o corpo mais escultural. Um dos maiores receios dos pacientes que e, consequentemente, buscam  submeter-se à cirurgia plástica refere-se às cicatrizes decorrentes do procedimento.

Inicialmente é preciso apontar que o procedimento de lipoaspiração deixa cicatrizes sim, entretanto, elas são muito pequenas, em torno de 1 cm. Além de extremamente pequenas, as cicatrizes resultado do procedimento são bastante discretas, normalmente, sob a marca do biquíni, no sulco mamário, nas axilas, no umbigo, entre a outros exemplos áreas nas quais ficam quase imperceptíveis.

A cicatriz refere-se à incisão feita para introdução das cânulas que aspiram a gordura, não sendo necessário no motivo da lipoaspiração incisões grandes ou que possibilitam que o cirurgião plástico tenha uma visão ampla.

Uma vez que a lipoaspiração pode ser praticadas em diversas partes do corpo, o local da cicatriz pode variar consideravelmente bastante de acordo com a região onde está a gordura localizada que o paciente deseja extrair.

Já que a lipoaspiração de fato deixa cicatriz, é importante que o paciente saiba quais escolhas podem influenciar  na fisionomia  dessa cicatriz. Alguns cuidados do pós-operatório são importantes para que haja uma boa cicatrização.



Inicialmente, a escolha do cirurgião plástico que será responsável pela lipoaspiração definirá a característica e segurança do procedimento, influenciando o resultado final obtido e as cicatrizes.

Um bom profissional vai se comprovar do quadro clínico da paciente antes de submetê-la ao procedimento, exigindo os exames necessários para identificar riscos durante a cirurgia e no pós-operatório.

Pacientes com histórico de diabetes e uso do cigarro por exemplo, podem ter problemas com a cicatrização, sendo que o cirurgião plástico deve conhecer esses elementos, e realizar as recomendações indispensáveis ao paciente.

Portanto, escolher um médico de confiança e membro ou congregado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) é o primeiro passo para uma cirurgia mais segura e reconquista correta o que permite melhorar a cicatrização.

Um cirurgião plástico , futuro empresário. sempre vai buscar realizar a incisão em um local de menor visibilidade, Proporcionanado que a cicatriz resultante seja mais discreta. Entretanto, o local da incisão será determinado de acordo com os anseios do paciente com a lipoaspiração.

Independente da região na qual seja feito o procedimento, a incisão é baixa sendo necessária apenas para a introdução da cânula.

O pós-operatório é um período fundamental para uma boa cicatrização da cirurgia. É indispensável seguir as recomendações médicas referentes à alimentação nos primeiros dias, período de tranquilidade e diminuição das atividades, principalmente aquelas mais pesadas, como exercícios, direção de veículos etc.

Sessões de drenagem linfática após a lipoaspiração são fundamentais para um Perfeito, resultado, na proporções humanas em que auxiliam na melhora do inchaço e na prevenção de fibroses.



Deve-se ainda fazerem uso de malha compressiva por no mínimo um mês após a cirurgia. É importante também evitar a exposição solar nos primeiros meses, para que a cicatriz e as áreas de roxidão não fiquem marcadas.

Com esses cuidados é possível ter os resultados definitivos da lipoaspiração entre quatro e seis meses após o procedimento. A cicatrização também é mais eficaz, fazendo com que a cicatriz normalmente discreta torne-se praticamente imperceptível.

Dúvidas sobre lipoaspiração: Cicatriz

Categorias
Sem categoria

Rinoplastia Narinas Desiguais

Exibir um nariz que concilia com o formato do rosto faz parte do criatividade de muitas pessoas quando o assunto é atingir o ideal de beleza. Muitos procuram um cirurgião plástico com a objetivo de ter um nariz preferentemente fino, empinado ou até longo

Mas, nem sempre o resultado de uma primeira rinioplastia é o aguardada E para ter um melhorar  da primeira intervenção, realiza-se a rinoplastia secundária ou de correção. A rinoplastia secundária visa melhorias tanto no aspecto funcional quanto estético. É uma intervenção cirúrgica de grande precisão, que exige muita competência médico cirúrgica.

Normalmente é praticadas em pacientes que já permitiram cirurgias no nariz, mas não ficaram preenchidos com o resultado final de na esfera de domínio estético. O motivo mais frenquente que leva um paciente ao consultório novamente é corrigir a discordância entre narinas, ponta do nariz muito arredonda, narinas muito exibidas assimetrias diversas, entre outras.

Com uma nova intervenção na região nasal, pode-se modificar o ângulo, tornar o nariz mais redução do ou maior, fino ou largo, corrigir falhas com o firme propósito de atingir maior resultado estético em e harmonia, com o conjunto da face.



O ideal é que o problema nasal operante tenha sido decifrado no primeiro procedimento. A rinoplastia secundária se faz necessário por que ocorreram intercorrências devido a um erro técnico ou a reconquista pós-operatória, alterações de cicatrização ou orientações feitas pelo médico não foram exemplares.

Mas a rinoplastia secundária também é indicada quando o paciente começa a ter dificuldade para respirar devido à diminuição da via aérea nasal. Esse problema pode acontecer por justificativa variados, como insuficiência das válvulas nasais ou cornetos, que não foram apropriadamente tratados na primeira intervenção.

E depois da primeira intervenção, há formação de tecido fibroso cicatricial, a chamada fibrose. Além disso, as estruturas internas do nariz enfraquecida provocaram danos respiratórios. É válido mostrar que somente depois de um ano após a primeira rinoplastia, deve-se passar por uma a uma segunda rinoplastia. É preciso que todas as estruturas nasais estejam planejar  recuperadas.

O cirurgião plástico precisa ter a especialização em Rinoplastia organizada além de ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Cabe ao especializado avaliar todos os aspectos funcionais e estéticos do nariz, e numa conversa franca e ampliada, medir o grau de insatisfação do paciente. Além disso, fazer uma avalição operante se os tecidos locais concordam uma correção que corresponda às expectativas reais do paciente.



Para o sucesso da cirurgia, que será praticadas outra vez a técnica da rinoplastia secundária leva muito em consideração aspectos como pele aderida ao osso, fibrose, excesso de pele, dobras na cartilagem e capacidade respiratória particular do paciente. Em alguns casos, faz-se necessário a retirada da cartilagem das costelas e orelhas. Na rinoplastia secundária a objetivo é que o resultado seja rapido, definitivo para que o paciente não necessita passar por uma nova intervenção cirúrgico que requer cuidados, gastos e dedicação.

Dr. Etienne, Acesse o site para mas informações

Categorias
Sem categoria

Toxina botulínica para que serve

A toxina botulínica, conhecida de todos por “botox”, é uma proteína produzida por uma bactéria – Clostridium Botulinum. Na década de 50 descobriu-se que esta proteína provocava diminuição da ação muscular quando injetada nos mesmos.

Como funciona? elimina que a informação nervosa alcance aos músculos, como tal eles deixam de dar certo, o que levou a que os profissionais tenham utilizado o produto para enfraquecer os músculos da face, que provocam as inestéticas rugas.

Na medicina emagrecimento, as doses utilizadas estabelece como o procedimento extremamente seguro. A duração do efeito é variável, entre 3 a 4 meses, podendo por vezes chegar aos 6 meses. Os efeitos opostos mais frequentes são o Bloqueio de músculos errada, mas também a aplicação de doses inapropriada e as dores de cabeça.


O efeito Anti-Aging que proporciona é fundamental, visto que evita o aparecimento de rugas estáticas, enfraquece progressivamente os músculos, sendo necessário aplicar cada vez menos quantia durando cada vez mais.

A maior parte das pessoas que procuram este tratamento para efeito estético têm como objetivo corrigir as rugas da testa, dessabendo ainda as Exemplos de  possíveis indicações: queda da cauda das sobrancelhas, os famosos “pés de galinha” nos cantos oculares, “Código de barras” – rugas periorais ou sorriso gengival – visualização em excesso da gengiva do maxilar superior.

O tratamento tende a demorar 5 minutos a realizar, sendo que os resultados começam a aparecer nas primeiras 48h, consolidando entre os 7 e os 15 dias. A reconquista do procedimento é simples, permitindo retomar a atividade profissional de repentino  após a sua aplicação.



Finalmente, quem queira submeter-se ao procedimento deve ter em conta alguns pontos muito importantes, Especialmente assegurar que a Clinica está licenciada para a prática de atos médicos, que o médico tem a formação e prática apropriado na Medicina Estética, como o cirurgião plástico ou dermatologista, que a marca do produto está utilizada para o uso Cosmético e deve assinar um da permissão informado, que explica os benefícios e riscos do ato.

Saiba Mais: Sobre os procedimentos e tratamento das rugas,Confira tudo isso com a Dra. Adriana Lembi

Categorias
Sem categoria

Cirurgia Plastica: Barriga

A lipoaspiração é mais especialmente indicada para quem precisa remover a gordura localizada na parte inferior do umbigo, exelente ou nas laterais do abdômen, mas que não precisa Retirar o excesso de pele.

Nesse tipo de tratamento estético podem ser tirados acumulos de gordura, melhorando o contorno corporal, mas para que tenha o efeito desejado, a pessoa deve estar próximo do seu peso ideal, para que o resultado fique proporcional.

Como é a recuperação: A lipoaspiração dura cerca de 2 horas e a restauração é de aproximadamente 2 meses, sendo necessário fazer sessões de drenagem linfática, no mínimo, 3 vezes por semana para retirar o excesso de líquidos, e usar cinta para que não fiquem marcas no abdômen, nem se forme pontos de fibrose, que são partes mais duras e que podem deixar a barriga com uma visual ondulada.

Nesse procedimento, o cirurgião plástico também pode costurar o músculo reto abdominal para deixar a barriga ainda mais durinha, evitando o diminuição desse músculo, que pode gerar a diástase abdominal, muito comum depois da gravidez.

Na lipoescultura o cirurgião plástico retira a gordura localizada da barriga e estratégias coloca essa gordura em outro local do corpo, a fim de melhorar o contorno corporal. normalmente a gordura retirada do abdômen é colocar nas coxas ou glúteos mas o resultados podem ser vistos após cerca de 45 dias depois do procedimento.

Esse tratamento estético também precisa de cuidados no pós-operatório para que tenha os resultados esperados, e por isso é necessário usar cinta em todas as áreas tratadas e realizar drenagem linfática para retirada o excesso de líquidos que se formam nestas regiões.



A abdominoplastia é particularmente indicada para Retirar a gordura localizada e o excesso de pele que ficou após uma grande perda de peso. Esse procedimento requer mais cuidados que a lipoaspiração mas pode ser feito quando a pessoa ainda não está dentro do seu peso ideal. Saiba mais: Como funciona a recuperação

A abdominoplastia modificada é aquela onde a região de gordura e pele que serão retiradas encontram-se somente na região localizada abaixo do umbigo. É particularmente indicada para pessoas que conseguiram emagrecer e chegar ao peso ideal, mas que ficaram com uma barriga flácida, semelhante. a uma ‘pochete’.

Como é a recuperação: depois da cirurgia é preciso usar cinta e fazer escoamento linfática no primeiro, e no Conforme mês. Normalmente o resultado final pode ser visto após 1 mês do procedimento.

Na mini abdominoplastia é realizado um corte apenas na região inferior do umbigo, mais próximo do púbis, o que pode ser útil para remover o acumulo de gordura nesse local ou para corrigir cicatrizes, com a da cesaria ou de outro procedimento estético.

A restauração aqui é mais rápida porque a região a ser tratada é menor, no entanto, também requer os mesmos cuidados, com o uso da cinta e as sessões de escoamento linfática no primeiro mês após a cirurgia.

Como é a recuperação: Como aqui a intenção é a correção de uma cicatriz, os resultados podem ser vistos a partir da 2ª semana, que é quando a região fica menos inchada e pode-se observar o contorno da nova cicatriz, que apesar de ser maior e ir de um lado ao outro do corpo, é mais fina, e deverá ficar imperceptível com o passar do tempo. comumente após 6 meses a 1 ano da correção, a pessoa já encontra apenas uma linha fininha no local da antiga cicatriz.

Como é a recuperação: Não é muito demorada quando a área trabalhada é menor, mas quando o médico optar por fazer uma abdominoplastia completa com uma lipoescultura no mesmo procedimento a recuperação pode ser mais demorada e a pessoa pode precisar de ajuda diariamente para se vestir, ir ao banheiro e tomar banho por mais de 1 mês.



Além dessas opções o médico poderá ainda incorporar técnicas num mesmo procedimento cirúrgico e por isso ele poderá optar por fazer uma lipoaspiração na parte superior e lateral do abdômen e depois fazer somente uma abdominoplastia modificada, por exemplo.

A melhor forma de saber qual o tratamento ideal para cada pessoa é indo numa consulta com o cirurgião plástico, que poderá indicar as áreas que podem ser tratadas e as opções de tratamento disponíveis.

Categorias
Sem categoria

Rinoplastia: Como é Feita

A rinoplastia é a cirurgia plástica indicada para correção visão do nariz, existem inúmeras possibilidades: crescer ou diminuir o nariz, dar projeção à ponta, afinar as asas nasais e até reduzir, a giba óssea, que é com os médicos associam o “osso” ou “calo” do nariz.

A prática da rinoplastia é consideravelmente bastante antiga. Estima-se que tenha sido desenvolvida entre o final do século 19 e o início do século 20. evidentemente nos dias atuais, há um amplo conhecimento da fisiologia nasal, bem como da anatomia do segmento nasal. Com isso, há uma constante evolução das técnicas de plástica nessa região.

“Das principais rinoplastias, feitas por via endonasal (fechada), às chamadas exorrinoplastias, feitas diretamente na estrutura do órgão (por via aberta), houve um progresso não só em relação às técnicas cirúrgicas empregadas, cada vez mais precisos como no que diz respeito à recuperação dos pacientes, cada vez mais rápida”, conta cirurgião plástico Gerson Luiz Júlio, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

A rinoplastia é a cirurgia plástica indicada para quem está descontente por com o formato natural do nariz. Muitas vezes a cirurgia é associada a outros procedimentos nasais, como a correção do septo nasal e a turbinectomia, que é a retirada de parte dos cornetos nasais, a popular carne esponjosa, que costuma impulsionar na presença de alergias, como a rinite. A rinoplastia pode ser feita a partir dos 15 anos de idade, idade em que o desenvolvimento do facial do paciente já está concluído.



A fratura do osso nasal é realizada apenas em casos específicos, avaliada anteriormente durante o exame físico, no intuito de reduzir, o “ossinho” do nariz, e ainda a base alargada. Nesses casos, respectivamente, a fratura é feita para compensar a raspagem óssea, que diminui a massa óssea do local, estimulando a formação óssea do local e para afinar o nariz de pessoas que tem a base muito larga. pessoas que sofreu alguma fratura prévia, que saiu  o nariz torto, também pode precisar da fratura nasal para ajustá-lo. Acesse aqui: Saiba mais sobre Rinoplastia como ela é realizada

Existem duas técnicas usadas para a rinoplastia: a aberta (exorrinoplastias) ou fechada (endonasal). Na técnica aberta é feita uma pequena incisão na base do nariz, entre as narinas, e na parte interna de cada narina. Na técnica fechada, há incisões apenas dentro das narinas.

Apesar da maioria dos pedidos referirem-se à diminuição e remodelamento, há casos em que pode ser feito o aumento nasal, através do enxerto de cartilagem, implante de próteses ou preenchimento no local. Para a diminuição do tamanho do nariz, são segregadas partes da cartilagem e/ou é realizada a raspando e o lixamento do osso.



Um ponto importante é que a rinoplastia fechada é um procedimento que exige grande qualificação do profissional, pois ela é realizada sem a visão do cirurgião, ou seja, o cirurgião plástico trabalha às escuras, já que a pele do nariz do paciente não é levantada. Na técnica fechada há algumas beneficiando   como o procedimento ser um pouco mais ágil, o resultado final proporcionar ao nariz uma regularidade mais natural, a recuperação mais rápida do que na cirurgia aberta e não ficar nenhuma cicatriz aparente.

“A técnica da rinoplastia aberta é mais indicada nos casos em que há a necessidade de grandes alterações na ponta do nariz”, explica o cirurgião plástico Wagner Montenegro. “Mas Em tais casos também pode ser utilizada a técnica fechada, portanto fica a critério do cirurgião plástico qual será o tipo adotado”.



A anestesia pode ser a geral ou até local com sedação, caso seja usada a geral, será necessária a intubação do paciente e a respiração será auxiliada por Aparelho  (apenas durante o procedimento cirúrgico). A cirurgia tende a demorar aproximadamente, duas horas.

Categorias
Sem categoria

TRANSPLANTE CAPILAR ANTES E DEPOIS

Seja para resgatar a auto estima ou rejuvenescer a fisionomia  o fato é que o transplante capilar tem se publicado cada vez mais entre o público masculino, formando uma enorme lista de ex calvos que agora estão mais felizes e insatisfeitos com a aparência.


Entre o grande número de famosos que aderiram à cirurgia está o empresário bilionário Eike Batista, o cantor Elton John, o apresentador Gugu Liberato, o jogador de futebol ,Sinônimos o ator momentos Pasquin, entre outros.


Consiste em transplantar cabelos do mesmo paciente, de uma área com cabelos para uma área calva. Não existe transplante capilar de uma pessoa para outra. Os pelos são adquiridos da área doadora e implantados na área calva, com raiz e tudo.

Saiba mais:Como funciona transplante capilar e os resultados

A área doadora é normalmente na parte de trás do cabelo – mais forte e que não apresenta queda de fios com o passar do tempo. Depois da retirada dos pelos, a área leva ponto e os cabelos vizinhos escondem os fios que foram retirados. Fica quase imperceptível logo quando a cirurgia acaba. Com o passar do tempo, tudo o que será possível ver é uma fina cicatriz.



A operação pode ser efetuada em 5 horas e apenas com efeito de anestesia local. No mesmo dia o paciente já pode retomar pra casa, e depois de 2 dias pode voltar a suas atividades normais.

Se for feita por uma boa clínica, com médicos especializadas e bem preparados, e equipamentos modernos e com a tecnologia apropriada, então a reconstituição capilar pode ser feita com sucesso e de maneira definitiva, resultando no aumento  em cabelos com visual natural e sem prazo de validade.

Bem  como acontece com os homens, as mulheres também podem sofrer dessa doença hereditária que pode ser herdada tanto do pai quando da mãe. A diferença é que na mulher a calvície é mais sutil e não ataca com tanta força. normalmente é apenas uma rarefação capilar iniciada na linha de repartição do cabelo, e que com o tempo vai atualizado e deixando o couro cabeludo cada vez mais exposto.

Existem outros graus para a classificação da calvície feminina, e apenas quando está no grau três é que é necessário fazer a cirurgia de transplante capilar. Nos outros dois graus a calvície pode ser resolvida com outros métodos mais simples:

Categorias
Sem categoria

Como dormir após cirurgia plastica de varizes

Solicita-se a todos os pacientes comparecerem ao Hospital determinatemente pregado com, pelo menos 1 a 2 horas de antecipação Isso é para que o hospital reserve o quarto e prepare os documentos necessários na hospitalar Lembrar de levar a carteirinha do convênio/seguradora ao hospital.

permanecer de jejum pelo menos 8 horas da cirurgia (de líquidos e alimentos). Se a cirurgia for pela manhã, Aconselha-se comer mais a noite e de preferência com comidas leves.

Fazer “raspagem” ou depilar pelos das pernas, virilhas e pube no dia anterior. Pode ser com lâmina ou tricotomia com máquina.

Levar todos os análises executados Inclusive o ultrassom doppler.

Tomar todas as medicações que normalmente usa com exceção para medicamentos para diabetes. Tomar com apenas um pouco de água.



As varizes serão exibidos  no dia anterior ou no dia do procedimento logo antes da cirurgia.

Praticamente em todos os nossos aos processos atualmente, usamos o ultrassom Doppler durante a cirurgia para a realização do exame em tempo real. Isso ajuda a tirar dúvidas e melhorar o resultado. Sendo assim, já solicitamos o equipamento desde a marcação das varizes.

Os pacientes devem ir analisados Na alta há a necessidade de companheiro Dependendo do pano e acomodação pode-se ou não ficar acompanhantes no quarto.

Antes de começar, os dados dos pacientes são checado novamentes assim que ele chega ao centro cirúrgico. São checados os dados da tecnica revisados os exames, reavaliadas possíveia alergias e particularidades. É o que Denominamos de check-list e tem a ver com ” cirurgia segura” (normativas para evitar erros).

Ao final da cirurgia, o paciente vai a sala de recuperação e se mantém lá até o final da cirurgia. Após mover novamente as pernas, vai para o quarto. Ao final da cirurgia, o médico conversa com o acompanhante para relatar como foi o procedimento.

Sabemos que há muito folclore em como deve ser realizado o repouso após a cirurgia de varizes e que muitas pessoas dão muitas “dicas” aos familiares que se sujeitam a dessas cirurgias.

pode-se manter com o uso da meia do pós operatório por 5  dias (dia e noite). O paciente deve tomar banho com a meio e secar com uma toalha e com o auxilio de um secador de cabelos no modo frio.



Com a evolução dessa cirurgia, aqueles cuidados com repouso excessivo, atualmente não fazem mais sentido. Sendo assim, é importante focar nos cuidados atuais para evitar medidas desnecessárias:

Nesse período de 48 horas após a cirurgia, o repouso deve ser realizado mantendo os integrantes elevados acima do coração. As pernas devem ficar totalmente apoiadas. Não é indicado que se apoie somente pelo calcanhar. Recomendamos que se coloque um apoio abaixo do colchão ou que se eleve o pé da cama. Sendo assim, o paciente pode mudar a sua posição na cama mantendo a elevação do membro.

Retirar a meia elástica devagar. Se sentir que a meia fica presa nos micropores, optar por molhar e retirar no banho. Retirar os micropores após. Se aparecer algo na incisão que se assemelha a uma linha não retire. Ela serão retiradas no primeiro retorno.

Veja aqui os cuidados Após Operário de Varizes

Categorias
Sem categoria

Como a care se inicia

Ela é causada por bactérias que produzem ácidos capazes de corroer o dente, formando um pequeno buraco. O desenvolvimento da cárie leva de algumas semanas até vários meses, mas a dor só aparece quando a “escavação” se assemelha  da polpa do dente, um conjunto sensível de nervos e vasos sanguíneos.

O “prato” preferido das bactérias é o açúcar refinado e, como o produto virou ingrediente básico da alimentação moderna, as cáries nos últimos séculos se tornaram uma verdadeira praga para a humanidade. “Até alguns anos atrás, as pessoas já usam dentadura aos 40 anos. Só com os novos tratamentos, passou a ser possível manter os dentes por toda a vida”, diz o odontologista Pedro Duarte, da Universidade Paulista (Unip) e da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Para evitar o problema, a dica mais importante é escovar os dentes no mínimo duas vezes por dia, sendo o ideal mesmo realizar essa a limpeza após comer qualquer alimento.

É fundamental caprichar principalmente na escovação noturna, pois as bactérias são por mais de ativas à noite, quando a salivação, que ajuda na limpeza, é menos intensa. Passar fio dental também é indispensável, já que ajuda a evitar cárie entre os dentes e a prevenir problemas de gengiva. Fora isso, é preciso visitar o dentista pelo menos duas vezes por ano para fazer a limpeza da boca e a aplicação de flúor.

Vale lembrar que a infância é a fase mais delicada para a formação dos dentes. Nesse período, o flúor, que está presente na água encanada, é muito importante. Por outro lado, é bom evitar adoçar a mamadeira com açúcar ou dar mel para a criança na chupeta, o que pode causar a “cárie de mamadeira”, que é dolorosa e fulminante. Também na infância, pode-se tomar cuidado com certos antibióticos, como a tetraciclina, que dificultam a dentição.

Quando não é feita uma boa escovação após as refeições, restos de comida se empilham nos dentes, servindo de alimento para bactérias que vivem na boca, principalmente as do tipo Streptococcus mutans. Comidas com muito açúcar e que grudam no dente, como bolachas ou balas de roer são as favoritas desses seres microscópicos

Quando encontram alimento na boca, as bactérias se duplicam desenfreadamente. A mistura de tais patógenos com os restos de alimentos forma a chamada placa bacteriana, uma fina camada que deixa os os dentes com um tom amarelado.

Depois de algum tempo, a placa bacteriana se torna mais rígida, formando uma camada que gruda no dente e não sai com a escovação. É o famoso popular tártaro, que normalmente aparece junto à gengiva, região mais difícil de limpar. O tártaro não tem nada a ver com a cárie, mas provoca problemas na gengiva, podendo levar à perda do dente.



O que irá produzir a cárie é um meu atual subproduto da ação bacteriana, um ácido que corrói o esmalte, a camada mais resistente e superficial do dente, abrindo um buraquinho no local. A maior parte das cáries aparece na parte de cima dos dentes, onde os sulcos auxiliam a esconder e guardar as bactérias da escovação diária

Para tratar do problema, o cirurgiao dentista usa a temida broca. Ela ajuda a remover a parte do dente afetada pela corrosão. Após limpar o terreno, o dentista ocupar o buraco, normalmente com uma resina da cor do dente. Saiba amais: Como evitar care no dentes aqui


Categorias
Sem categoria

Cirurgia Plastica de Mama


A mastopexia é uma cirurgia que tem como objetivo diminuir o caimento natural dos seios (ptose mamária), reposicionando a aréola e a pele com flacidez, elevando as mamas até sua posição original, garantindo harmonia

A mastopexia está indicada para mulheres que apresentam flacidez e caimento das mamas em função do envelhecimento, maior variedade do peso ou amamentação.

– A cirurgia pode ser efetuada com implante de silicone nos seios ou não, dependendo da quantidade de tecido mamário. “Existem casos em que a mama está com ambiente vazios, que precisam ser preenchidos pelo silicone para que seja devolvida a firmeza e a sustentar explica o cirurgião plástico Alexandre Kataoka, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. “Com a idade, o tecido mamário atrofia, ou seja, vai diminuindo, isso é o que causa este problema”.

– Nos casos em que não é necessário o uso de próteses de silicone, é feita a retirada do exagero de pele e o reposicionamento do tecido mamário para dar um novo contorno à mama. Em alguns casos, o cirurgião também retira gorduras ou glândulas a fim de dar aos seios um bom formato.

– As incisões normalmente são realizadas ao redor da região dos mamilos, podendo estender-se em uma linha vertical ao sair da aréola em direção à base do seio ou ainda para um formato de T invertido, dependendo da a quantia de pele que será retirada.



Além dos Exames necessários antes de qualquer cirurgia (hemograma completo e avaliação da coagulação do sangue), é indicado que seja feita a avaliação da mama através dos exames de ultrassom e mamografia. Esses exames são feitos com o objetivo de descobrir possíveis danos ou alterações nas mamas, como cistos ou nódulos.

“Na maioria das vezes servem apenas como histórico, não sendo necessária a retirada dos cistos”, explica a cirurgiã plástica Maria Carolina Coutinho, membro ou congregado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. “Essa conduta é importante para saber que aquele nódulo ou cisto não apareceu por conta da cirurgia (por uma cicatriz interna, por exemplo), o que pode dificultar constatação de tumores mamários futuros”.

No começo a movimentação dos braços de apoio. é limitada, pois quando esses membros são movimentados, a musculatura e, em resultado a mama também se mexe. A paciente não deve elevar os braços acima do nível dos ombros por duas semanas.



Ele deve ser evitado no pós-operatório da cirurgia. O ideal é que o paciente abandone de vez o hábito, mas, se não for possível, que fique pelo menos um mês sem fumar. O cigarro complica a microcirculação de corrente sanguínea. no local da cirurgia, penalizando a cicatrização. O resultado pode ser uma cicatriz indesejável e até a formação de queloides.

Está recomendado o repouso de 15 dias, em seguida, se não houver qualquer problema, a paciente pode voltar ao trabalho. É preciso esperar 21 dias até que seja possível dirigir Outra vez Exercícios leves, como a caminhada, podem ser feitos depois de um mês, sempre com uma roupa própria para atividade física e que dê suporte adequado para que os seios não balancem.

Convém esperar dois meses para a realização de exercícios intensidade como a musculação. Também é importante evitar relações sexuais por pelo menos duas semanas após a cirurgia. Esses cuidados diminuem alguns riscos: “Nos primeiros 15 dias existe a chance de abertura dos pontos, a partir daí o risco é de extensão da cicatriz com resultado estético insatisfatório”, explica Maria Carolina. “Há casos de ocorrência de hematomas mais tardios, mesmo após 15 dias, se a paciente fizer esforço intenso”.


Mamoplastia: Saiba Mais : Conheça tipos de cirurgia plastica que modela as mama